Acidente envolvendo dois caminhões e uma moto deixa dois mortos e três feridos

janeiro 6, 2017
440 Visualizações

Um acidente envolvendo dois veículos de grande porte foi registrado na manhã desta sexta-feira (6) entre os municípios de Alagoinha e Cuitegi, localizados na Microrregião de Guarabira, Agreste paraibano. O acidente também envolveu uma motocicleta. O condutor, que mora na cidade de Alagoinha, conseguiu saltar e teve apenas leves escoriações pelo corpo, sendo levado para casa de familiares.

De acordo com as informações colhidas pela nossa equipe de reportagem, um caminhão caçamba que seguia com destino à Remígio, PB, carregado de areia, colidiu com outro caminhão estava vindo do município de Gurinhém, PB, pertencente a uma mineradora. Até o presente momento duas mortes foram confirmadas pelos Bombeiros, porém ainda não obtivemos as identidades das vítimas que foram à óbito.

Uma terceira vítima foi socorrida para o Hospital Regional de Guarabira. Ainda não foi informado a atual situação da vítima que se encontra hospitalizada.

Com informações do Portal Independente

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Município de Mari, através do CRAS, realiza curso de confeccionador de bijuteria
Notícias
0 shares26 views
Notícias
0 shares26 views

Município de Mari, através do CRAS, realiza curso de confeccionador de bijuteria

Jota Alves - jul 26, 2017

O curso de confeccionador de bijuteria reforça o compromisso da Gestão Municipal em contribuir para a qualificação profissional

Pagamento do mês de julho dos servidores estaduais tem datas definidas
Notícias
0 shares329 views
Notícias
0 shares329 views

Pagamento do mês de julho dos servidores estaduais tem datas definidas

Jota Alves - jul 26, 2017

“Continuamos a pagar dentro do mês trabalhado desde o início”, destacou Ricardo na publicação

Prefeita de Serra da Raiz é condenada a 4 anos de prisão por crime de responsabilidade
Política
0 shares192 views
Política
0 shares192 views

Prefeita de Serra da Raiz é condenada a 4 anos de prisão por crime de responsabilidade

Jota Alves - jul 26, 2017

No mérito, o relator disse que a ré não comprovou, documentalmente, a sua inocência quanto à legalidade de pagamentos de despesas com dinheiro público no valor de R$ 43,7 mil