Anísio Maia pode assumir Docas da Paraíba e abrir vaga para Rodrigo Soares na AL

outubro 6, 2015
586 Visualizações

Anisio.Maia_

O deputado estadual, Anísio Maia (PT), não descartou, nesta segunda-feira (5), assumir a Companhia Docas, que administra o Porto de Cabedelo. A indicação para a pasta pertence ao Partido dos Trabalhadores e era ocupada por Lucélio Cartaxo.

De acordo com Anísio Maia, ele está à disposição do PT e discutirá a proposta junto com a direção da legenda e seu grupo de apoiadores políticos.

“Sou um soldado do partido. Assumo as missões que o PT me confia e, se por acaso uma proposta dessas for viável, nós vamos analisar”, afirmou.

Sobre essa possibilidade, Anísio Maia disse que já trocou algumas conversas informais com o suplente de deputado, Rodrigo Soares, que assumirá o mandato caso ele seja indicado para ocupar a pasta.

Comente esta matéria

Você também pode gostar

João Azevêdo garante água para distrito de Leal-Lândia e credita a Darc Bandeira o pedido
Política
0 shares25 views
Política
0 shares25 views

João Azevêdo garante água para distrito de Leal-Lândia e credita a Darc Bandeira o pedido

Jota Alves - maio 19, 2019

"Eu me lembro muito bem quando a ex-prefeita Darc, que está aqui, nos procurava sempre na época da Secretaria", destacou João

ODE Guarabira: João Azevêdo entrega benefícios e recebe título de cidadania
Política
0 shares28 views
Política
0 shares28 views

ODE Guarabira: João Azevêdo entrega benefícios e recebe título de cidadania

Jota Alves - maio 19, 2019

O chefe do executivo apresentou ainda na prestação de contas investimentos na área de educação, estradas de rodagem e saúde, prioridades eleitas no ciclo anterior

Líder do governo na Câmara diz que pode encampar texto alternativo da reforma da Previdência
Política
0 shares15 views
Política
0 shares15 views

Líder do governo na Câmara diz que pode encampar texto alternativo da reforma da Previdência

Jota Alves - maio 19, 2019

A ideia de um texto alternativo de reforma da Previdência elaborado pelos parlamentares começou a ser discutida numa reunião na quinta-feira (16), na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia

Leave a Comment

Your email address will not be published.