Câmara de Vereadores do Conde tenta censurar ‘Paraíba Já’ e SindJor se solidariza

O portal Paraíba Já realizou um protesto após sofrer ataques por parte dos vereadores de Conde, devido a repercussão de uma das reportagens da série intitulada “Pra onde foi a grande?” que trata sobre gastos com diárias. Um dos parlamentares, Josélio Jogador, chegou a ameaçar prestar um Boletim de Ocorrência contra a editora do portal, Edilane Ferreira.

A capa do portal estampava em todos os principais espaços os dizeres: “Este é o jornalismo que a Câmara de Conde quer”. As afirmações são em alusão a uma espécie de censura que os vereadores incitam com assédios jurídicos e ataques pessoais.

Durante a sessão, o presidente da Casa Cícero Leite, o vereador Carlos Manga Rosa, chegou a sugerir ações judiciais contra o portal para que os vereadores tenham direito de resposta. Espaço este que nunca fora negado, conforme Edilane.

A editora reforça que os dados publicizados nas reportagens são todos de cunho público, disponíveis no Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres), do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). E que as publicações dos vereadores em datas que deveriam estar em eventos por capitais nordestinas são indícios, reforçando que o portal não faz juízo de valor, nem tem cunho judiciário.

O Sindicato dos Jornalistas expressou sua solidariedade por meio de uma nota.

Confira:

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba vem a público manifestar sua solidariedade aos jornalistas do site Paraíbajá no episódio que envolveu alguns vereadores do município de Conde, descontentes com a divulgação de matéria no referido veículo de Comunicação sobre gastos com diárias.

“É um absurdo que detentores de mandatos outorgados pelo povo ajam com truculência, tentando intimidar jornalistas no exercício da função. Prestamos nossa solidariedade aos profissionais vítimas dessa agressão que é também uma forma de tolher a liberdade de expressão e restringir um princípio basilar da administração pública que é a transparência”, disse o presidente do Sindicato, Land Seixas.

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba