Colegas de Montagner em ‘Velho Chico’, paraibanos lamentam morte

setembro 16, 2016
632 Visualizações

lucy-alves-e-domingo-montagner

Os atores  paraibanos que participam da novela ‘Velho Chico’, como Lucas Veloso, José Dumont e Lucy Alves e Zezita Matos,  lamentaram a morte de Domingos Montagner, que se afogou ao tomar banho cidade de São Francisco de Canidé,  no sertão de Sergipe.

“Sem palavras…”, destacou Lucy Alves, a ‘Luzia’, em sua página no Facebook.

Em contato com o programa 60 Minutos, apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Anderson Soares, na Rádio Arapuan FM, Zé Dumont, o ‘Zé Pirangueiro’,  disse que Domingos  Montagner era uma “pessoa maravilhosa e um ator brilhante”.

A atriz Zezita Matos, que interpreta ‘Piedade’ na trama, se disse “abalada” e em “choque” com a morte do ator.

“É rocha que corta o rio. É rio guerreiro que não morre sem lutar. Domingão, obrigado por tudo. Saudades”, postou Lucas Veloso, que dá vida a ‘Lucas’ na teledramaturgia.

Roberto Targino – MaisPB

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Hospital Regional de Guarabira comemora o milésimo parto em 100 dias
Notícias
0 shares11 views
Notícias
0 shares11 views

Hospital Regional de Guarabira comemora o milésimo parto em 100 dias

Jota Alves - abr 19, 2019

A maternidade do HRG é uma referência na região, atendendo 25 cidades do Brejo e agreste paraibano

Mari: prefeito Antônio Gomes distribui 10 toneladas de peixes na Semana Santa
Notícias
0 shares23 views
Notícias
0 shares23 views

Mari: prefeito Antônio Gomes distribui 10 toneladas de peixes na Semana Santa

Jota Alves - abr 19, 2019

O prefeito falou da alegria de estar junto da comunidade, em mais um ano da Semana Santa, e poder oferecer condições para que a população possa participar dos festejos religiosos

Ministro do STF, Alexandre de Moraes recua e revoga censura a sites
Notícias
0 shares16 views
Notícias
0 shares16 views

Ministro do STF, Alexandre de Moraes recua e revoga censura a sites

Jota Alves - abr 19, 2019

Em mensagem divulgada nesta quinta-feira, o ministro Celso de Mello chamou a censura de intolerável e disse que é uma perversão da ética do direito

Leave a Comment

Your email address will not be published.