Desembargador espera que o Congresso Nacional reavalie a redução da maioridade penal

abril 14, 2014
436 Visualizações

Des_Jose_Ricardo_Porto_27_0

O desembargador José Ricardo Porto acredita que o Senado Federal deverá reavaliar a deliberação tomada por maioria de votos da Comissão de Constituição e Justiça que rejeitou recentemente projeto de lei que prevê a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos em casos de crimes hediondos, tráfico de drogas, tortura e terrorismo.

No Brasil a idade mínima para que uma pessoa possa ser julgada como adulta é 18 anos. A Constituição da República estabelece: “São penalmente inimputáveis os menores de dezoito anos, sujeitos às normas da legislação especial”.

Segundo o desembargador Ricardo Porto, os critérios utilizados para se chegar ao marco para firmar a maioridade penal já foi definido como “uma mistura de critérios sociais e biológicos: até os 18, o jovem ainda estaria em formação, portanto não saberia ainda distinguir bem o certo do errado e não saberia interpretar corretamente as regras em sociedade. Por isso, quando ele comete um ato ilegal, é julgado de acordo com o ECA – que prevê uma pena máxima de 3 anos. Os menores não vão para a prisão. São internados em estabelecimentos especiais para serem educados e ressocializados”.

Tal conceito hoje não está em sintonia com com desenvolvimento mental e discernimento dos jovens deliquentes com idade inferior aos 18 anos “pois eles estão matando, assaltando estuprando além de servirem ao crime organizado como soldados treinados e muito bem armados”, destacou o desembargador Porto.

Os menores infratores agem e procedem como meliantes de alta periculosidade, “identificamos países em que a maioridade penal é de 16,15, 14 anos, ou até menor. Na Inglaterra inexiste essa idade pois a maioridade penal é aferida através de avaliação no tocante ao crime praticado, situação que o infrator pode ser considerado adulto”, pontuou o magistrado, enfatizando que mais de 80% da população brasileira já se posicionou favorável a redução da maioridade penal.

 

Ascom-TJPB

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Cheque-Mate: Polícia Federal prende empresário Roberto Santiago
Policial
0 shares27 views
Policial
0 shares27 views

Cheque-Mate: Polícia Federal prende empresário Roberto Santiago

Jota Alves - mar 22, 2019

O cumprimento das medidas de busca e apreensão e prisão preventiva, na data de hoje, tem por objetivo inibir esquema de corrupção e fraudes licitatórias

Do partido de Raniery, Temer é chefe de organização criminosa há 40 anos, diz Lava-Jato
Política
0 shares44 views
Política
0 shares44 views

Do partido de Raniery, Temer é chefe de organização criminosa há 40 anos, diz Lava-Jato

Jota Alves - mar 21, 2019

Bretas determinou a prisão do ex-presidente Michel Temer e seu ex-ministro das Minas e Energia Moreira Franco, além de coronel Lima e outras sete pessoas

Reforma da Previdência será debatida em audiência pública na Câmara de Guarabira, nesta sexta
Política
0 shares24 views
Política
0 shares24 views

Reforma da Previdência será debatida em audiência pública na Câmara de Guarabira, nesta sexta

Jota Alves - mar 21, 2019

Deputado Gervásio Maia, professor Agassiz Almeida, secretário do ODE Célio Alves, capitão Allan Jones e presidente da FETAG-PB Liberalino Lucena serão os debatedores

Leave a Comment

Your email address will not be published.