Gerente da Cagepa discute falta de água com moradores do Mutirão

Eulina conversa com morador

A gerente da Cagepa no Brejo, Eulina Dantas Bezerra, participou de reunião com moradores do Conjunto Mutirão na manhã desta segunda-feira (10). Semana passada, um grupo de moradores foi até o escritório da empresa cobrar uma solução para problemas de abastecimento da comunidade e a gerente se comprometeu em ir verificar de perto e conversar com os moradores.

À sobra de uma árvore, Eulina teve uma conversa com os usuários e expôs a real situação de abastecimento do Mutirão. De acordo com ela, até a próxima semana está sendo colocado em operação um reforço na adutora que abastece a localidade para aumentar a pressão da água e dessa forma possibilitar que a água chegue às torneiras.

“Eu disse que viria aqui conversar com vocês para tentarmos buscar uma saída para esse problema. Sei que não é fácil ficar tanto tempo sem água e até a próxima semana a empresa do nosso amigo Costinha estará concluindo uma trabalho de melhoramento na adutora. Vamos esperar o resultado desse trabalho”, disse.

Algumas pessoas questionaram o fato de estarem pagando a conta sem que a água chegue às torneiras. O diretor comercial, Antônio Amaral, que estava presente, garantiu que está à disposição para receber tem tiver algum questionamento e se for constatado que não teve água por um período de 20 dias no mês a fatura poderá ser cancelada.

Durante a reunião algumas pessoas disseram que enquanto pagam suas faturas muitos outros tem ligações clandestinas, moram nas áreas mais baixas do bairro e recebem água. Eulina admitiu que, de fato, o problema existe e falou que vai cuidar primeiro para que a água chegue às residências para depois adotar medidas para tirar essas pessoas da ilegalidade.

Ao final, a gerente saiu aplaudida pelos presentes que aprovaram a iniciativa de Eulina de sair de seu gabinete para ir ao encontro das pessoas que passam por dificuldades no abastecimento.