Guarabira: em acareação, secretário de Meio Ambiente nega ter invadido terreno

Nesta quinta-feira (19), o secretário de Meio Ambiente e Urbanismo de Guarabira, Alcides Camilo, e o comerciante Paulinho da Matança estivemos fazendo acareação na Câmara de Vereadores. Eles apresentaram suas versões em relação a terreno que teria sido invadido pelo secretário, sob o argumento de que a área pertenceria à prefeitura.

O caso foi levado à tribuna pelo vereador Zé Ismai na sessão anterior e Alcides compareceu para se defender das acusações. O comerciante envolvido na polêmica também esteve presente e reafirmou que o terreno pertence à sua família e houve invasão por parte do secretário.

Para comprovar que estava atuando amparado pela legalidade, o secretário levou documentos como planta do terreno e declaração emitida pelo cartório de registro de imóveis, atestando que o imóvel em questão teria sido desapropriado pela prefeitura.

Por sua vez, Paulinho também apresentou uma certidão emitida pelo mesmo cartório, dando conta que o terreno é pertencente a seus familiares. O comerciante admite que parte do imóvel foi mesmo desapropriada, mas que a área onde foram colocadas as máquinas e feita a limpeza, não está inclusa no terreno desapropriado.

Alcides disse que não ouviu o pronunciamento de Zé Ismai, mas que irá escutar e se o parlamentar tiver atingido sua honra, ameaçou acionar a Justiça com ação por danos morais. Zé, alegou que transmitiu apenas o que fora lhe informado pelo dono do terreno e lembrou que na tribuna o vereador tem imunidade é assegurado o direito a crítica, sobretudo em questões de interesse público.

Veja a certidão da prefeitura

 

Veja a certidão do comerciante (mãe de Paulinho)