Hamilton vence na Itália, e Massa alcança primeiro pódio do ano

massa1_efe

Que dia para Felipe Massa. Pouco depois de ser confirmado pela Williams na próxima temporada, o brasileiro deixou a má sorte para trás, fez uma bela e consistente exibição em Monza e chegou em terceiro no GP da Itália deste domingo – atrás apenas das quase imbatíveis Mercedes, do vencedor Lewis Hamilton e do segundo colocado, Nico Rosberg. Foi o primeiro pódio de Massa no ano, o primeiro também em sua nova equipe, e o 37º na carreira. Com isso, ele quebrou um jejum que já durava um ano e quatro meses, desde o GP da Espanha, em maio de 2013. E justamente em um local especial, na casa da Ferrari, equipe que defendeu durante oito anos.

Não surpreendentemente, no pódio, o piloto paulista recebeu o carinho dos “tifosi” – como são conhecidos os apaixonados torcedores da Ferrari – que o aplaudiram efusivamente. Tratamento diferente teve Rosberg. Com a imagem arranhada depois do toque em Hamilton na etapa anterior, na Bélgica, o alemão levou uma sonora vaia na cerimônia de premiação.

– Estou muito feliz pelo primeiro pódio na temporada. Obrigado a todos os meus fãs, vocês são os melhores – celebrou o brasileiro na saída da pista.

A vitória de Hamilton veio a partir de um tremendo vacilo de Rosberg. Partindo da pole, o inglês havia largado mal, sendo superado por Nico, Massa e Kevin Magnussen, da McLaren. Mas o campeão de 2008 reagiu rápido, ultrapassou o brasileiro e o dinamarquês logo nas primeiras voltas e subiu para segundo. Depois, se beneficiou de um erro grosseiro parceiro para recuperar a primeira colocação – Nico passou direto em uma das chicane de Monza, na 29 das 53 voltas da prova e entregou a vitória no colo do companheiro. Com o sexto triunfo no ano, Hamilton chegou a 28 na carreira, ultrapassando o tricampeão Jackie Stewart e se isolando como o sétimo maior vencedor da história da Fórmula 1.