Delegado diz que acusado da morte de jovem por causa de briga no trânsito alegou “legítima defesa”

O delegado contou em entrevista, que Martinho deixou a esposa numa carraca de cachorro quente e saiu em perseguição aos jovens

maio 17, 2018
615 Visualizações

Hugo Lucena é delegado de Polícia Civil e investiga o caso

Se apresentou, na manhã desta quarta-feira (16), o segurança Martinho, conhecido por “Bombado”, apontado como o autor da morte de Lucas Macena de Lima, de 27 anos, na noite do último domingo (13), no Bairro do Juá. A vítima morava no bairro Novo, em Guarabira.

De acordo com o delegado Hugo Lucena, titular do Grupo Tático Especial (GTE-Polícia Civil), o autor foi ouvido, entretanto, não foi preso, pois não havia situação de flagrante contra ele, sendo liberado após prestar depoimento e entregar a arma de fogo supostamente usada no crime.

Bombado se apresentou na companhia de um advogado. Em seu depoimento, ele alegou que agiu em legítima defesa apresentando sua versão (disse que a vítima estaria também armada e sacou uma arma para tentar atirar nele, mas ele foi mais rápido). A arma de fogo, um revólver calibre 38, usada no crime, será periciada para conclusão do inquérito.

Em conversa com o repórter Pedro Júnior da TV Mídia, o delegado disse que o autor será indiciado por homicídio duplamente qualificado (por motivo fútil e sem chance de defesa para a vítima). “Ele responderá em liberdade, se não houver novos fatos que justifiquem a prisão”, explicou Lucena.

Martinho seguiu o carro em que Lucas estava em companhia de amigos depois de uma discussão no trânsito, ocorrida nas imediações do terminal rodoviário estadual. Testemunhas disseram que Lucas chegou a parar o carro no girador e Martinho teria sacado uma arma, mas foi contido pela esposa, que estava com ele na moto.

O delegado contou em entrevista, que Martinho deixou a esposa numa carraca de cachorro quente e saiu em perseguição aos jovens. Próximo à policlínica do município, saída para Pirpirituba, os jovens foram alcançados quando faziam necessidade fisiológica, quando Lucas foi alvejado. Um disparo, dos quatro desferidos, atingiu a cabeça de Lucas, que morreu no local.

Fonte: Portal Mídia

Comente esta matéria

Você também pode gostar

‘Prefiro morrer de fome na Venezuela do que agredido aqui’, diz imigrante atacado
Notícias
0 shares9 views
Notícias
0 shares9 views

‘Prefiro morrer de fome na Venezuela do que agredido aqui’, diz imigrante atacado

Jota Alves - ago 18, 2018

Segundo a Polícia Militar da região, ninguém foi preso durante o conflito e ninguém ficou ferido

Mais de 70 policiais militares são promovidos pelo Governo da Paraíba
Notícias
0 shares10 views
Notícias
0 shares10 views

Mais de 70 policiais militares são promovidos pelo Governo da Paraíba

Jota Alves - ago 18, 2018

Promoções foram publicadas no Diário Oficial do Estado deste sábado (18)

“Nós temos coragem, nós temos firmeza, nós temos esperança”, diz Célio Alves em reunião com militância
Política
0 shares36 views
Política
0 shares36 views

“Nós temos coragem, nós temos firmeza, nós temos esperança”, diz Célio Alves em reunião com militância

Jota Alves - ago 18, 2018

O encontrou ocorreu na casa de eventos ASSESP, no bairro Clóvis Bezerra, em Guarabira, e lotou o espaço