Jovem de Guarabira é assassinado com 4 disparos de arma de fogo

A vítima foi identificada como Anderson Félix Xavier, de 19 anos, mais conhecido como Neguinho

dezembro 7, 2018
345 Visualizações

No começo da manhã desta sexta-feira (7), populares encontraram o corpo de um jovem, morto vítima de disparos de arma de fogo. O assassinato foi registrado na comunidade Vila Padre Cícero, em Guarabira, saída para Pilõezinhos.

De acordo com informações preliminares de testemunhas, o corpo apresentava perfurações à bala, sendo três no peito e uma na cabeça.

A vítima foi identificada como Anderson Félix Xavier, de 19 anos, mais conhecido como Neguinho. Segundo informações de testemunhas, o jovem era usuário de drogas e residia na Vila Padre Cícero. A família esteve no local e reconheceu o corpo.

De acordo com informações de testemunhas o jovem tem uma ligação com o criminoso Nadilson Cachorrão. No último fim de semana foi registrado uma tentativa de homicídio contra Nadilson, que teria respingado em Anderson, que teve sua vida ceifada.

Com informações de Rodrigo Sousa/Rádio Cultura

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Polícia prende dupla que furtava argolas de túmulos em cemitério de Belém
Policial
0 shares46 views
Policial
0 shares46 views

Polícia prende dupla que furtava argolas de túmulos em cemitério de Belém

Jota Alves - abr 22, 2019

As pessoas que receptaram os objetos do furto também serão chamadas à delegacia para prestar esclarecimentos

Câmara de Guarabira vai discutir situação de animais soltos nas ruas
Notícias
0 shares17 views
Notícias
0 shares17 views

Câmara de Guarabira vai discutir situação de animais soltos nas ruas

Jota Alves - abr 22, 2019

Júnior lembra que em Guarabira existe a ONG Opan, que cuida dos animais, que a partir de sua iniciativa foi tornada de utilidade pública

Governo aceita alterar quatro pontos da reforma da Previdência
Política
0 shares30 views
Política
0 shares30 views

Governo aceita alterar quatro pontos da reforma da Previdência

Jota Alves - abr 22, 2019

Na avaliação de assessores do ministro Paulo Guedes (Economia), os trechos oferecidos para a tesoura do Centrão não afetam a potência fiscal da reforma