Jovens da cidade de Guarabira são presos com cocaína no Rio Grande do Norte

Nas redes sociais, as imagens foram compartilhadas e diversos grupos de whatsapp, muito em razão de todos serem bastante conhecidos

abril 18, 2018
2117 Visualizações

Policias Militares do 8º Batalhão prenderam na tarde desta quarta-feira (18) quatro jovens suspeitos de tráfico de drogas na cidade Nova Cruz, no agreste do Rio Grande do Norte.

De acordo com as informações da polícia, os quatro suspeitos estavam em um veículo Ford Fiesta, placas MNO 8959 e uma moto Honda CG 160, de cor vermelha e de placa QGE 7549. Ao serem abordados pela polícia, foram encontrados com eles uma faca peixeira e ceca de cerca de 700g de cocaína, pronta para o consumo.

Todos os jovens foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil para serem adotadas as medidas cabíveis.

Nas redes sociais, as imagens foram compartilhadas e diversos grupos de whatsapp, muito em razão de todos serem bastante conhecidos em Guarabira.

Os presos em flagrante foram Germano Oliveira Filho (24 anos), Mateus Graciano Guilherme (24 anos), Edglênio das Chagas Martins (24 anos) e Joalisson da Silva Araújo (24 anos).

Fonte: Nordeste1

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Grupo suspeito de roubar pousada e motel é preso pela PM
Policial
0 shares29 views
Policial
0 shares29 views

Grupo suspeito de roubar pousada e motel é preso pela PM

Jota Alves - out 22, 2018

Da pousada, os suspeitos roubaram um celular, R$ 200 em espécie e algumas latas de cerveja

Guarabira: bandido armado assalta loja de cosméticos e leva R$ 11 mil
Policial
0 shares177 views
Policial
0 shares177 views

Guarabira: bandido armado assalta loja de cosméticos e leva R$ 11 mil

Jota Alves - out 22, 2018

Ele rendeu funcionários da empresa e clientes que estavam no momento do crime se deitaram ao chão

Bananeiras: diácono é encontrado morto dentro de casa
Notícias
0 shares923 views
Notícias
0 shares923 views

Bananeiras: diácono é encontrado morto dentro de casa

Jota Alves - out 20, 2018

A porta da casa estava fechada e precisou ser arrombada após a irmã do diácono perceber a falta dele