Loja de calçados de Guarabira deixa faltar papel higiênico no banheiro e constrange cliente

Ao entrar no banheiro, percebeu que não havia papel higiênico e abordou uma funcionária

março 13, 2018
5419 Visualizações

Um cliente da loja de calçados Realce, da cidade de Guarabira, que preferiu não ser identificado, passou por um constrangimento inusitado no final da manhã desta terça-feira (13). Enquanto aguardava sua esposa finalizar uma compra, o cidadão, que estava com sua filha de 3 anos, precisou levar a criança até o banheiro.

Ao entrar no banheiro, percebeu que não havia papel higiênico e abordou uma funcionária pedindo um rolo de papel e, ato contínuo, recebeu a resposta de que estava faltando.

“Moço, o único rolo de papel que tinha um senhor pegou aqui e está no outro banheiro. O senhor vai ter que esperar ele sair”, respondeu a moça.

Sem querer acreditar no que estava ocorrendo, o senhor observava a criança chamando, pedindo para se limpar, e pensava numa solução menos traumática. Foi quando a funcionária, inesperadamente, disse que estava com um pedaço de papel higiênico no bolso e cedeu para socorrer a higiene pessoal da criança.

Com dezenas de funcionários trabalhando na loja e outras tantas dezenas de clientes que circulam diariamente, uma loja do tamanho da Realce, com o faturamento que tem, deixar de garantir o básico nos espaços de higiene no estabelecimento, parece até brincadeira. Mas aconteceu hoje em Guarabira.

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Caminhão tomba em rodovia entre Pirpirituba e Belém e motorista fica ferido
Policial
0 shares284 views
Policial
0 shares284 views

Caminhão tomba em rodovia entre Pirpirituba e Belém e motorista fica ferido

Jota Alves - jun 23, 2018

O motorista sofreu apenas alguns ferimentos e foi socorrido ao Hospital Regional de Guarabira

Vaticano condena a cinco anos de prisão sacerdote acusado de pedofilia
Notícias
0 shares34 views
Notícias
0 shares34 views

Vaticano condena a cinco anos de prisão sacerdote acusado de pedofilia

Jota Alves - jun 23, 2018

A Promotoria do Vaticano argumentou que Capella deveria ser condenado porque possuía grande quantidade de fotos e vídeos com menores em atos sexuais explícitos

Justiça homologa delação premiada de ex-ministro Antônio Palocci
Política
0 shares24 views
Política
0 shares24 views

Justiça homologa delação premiada de ex-ministro Antônio Palocci

Jota Alves - jun 23, 2018

O ex-ministro fechou os termos da delação com delegados responsáveis pelas investigações da Lava Jato