Maranhão convoca reunião da Executiva para definir cronograma de reuniões e filiações

Entretanto, o foco deve ser o processo eleitoral do próximo ano e política de alianças que a legenda deve rumar na disputa

março 14, 2017
988 Visualizações

O presidente estadual do PMDB na Paraíba, o senador Zé Maranhão, divulgou ofício, nesta segunda-feira (13), convocando reunião da Executiva Estadual do partido para próxima segunda-feira (20).

A reunião acontecerá na sede dopartido, localizada na avenida Duarte da Silveira, centro de João Pessoa, a partir das 09h00.

De acordo com o documento, na pauta está a definição do cronograma de reuniões do partido em cidades polo do Estado, entre os meses de março e dezembro de 2017, e filiação de lideranças à legenda. Entretanto, o foco deve ser o processo eleitoral do próximo ano e política de alianças que a legenda deve rumar na disputa e possibilidade de candidatura própria ao governo.

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Hospital Regional de Guarabira comemora o milésimo parto em 100 dias
Notícias
0 shares14 views
Notícias
0 shares14 views

Hospital Regional de Guarabira comemora o milésimo parto em 100 dias

Jota Alves - abr 19, 2019

A maternidade do HRG é uma referência na região, atendendo 25 cidades do Brejo e agreste paraibano

Mari: prefeito Antônio Gomes distribui 10 toneladas de peixes na Semana Santa
Notícias
0 shares23 views
Notícias
0 shares23 views

Mari: prefeito Antônio Gomes distribui 10 toneladas de peixes na Semana Santa

Jota Alves - abr 19, 2019

O prefeito falou da alegria de estar junto da comunidade, em mais um ano da Semana Santa, e poder oferecer condições para que a população possa participar dos festejos religiosos

Ministro do STF, Alexandre de Moraes recua e revoga censura a sites
Notícias
0 shares16 views
Notícias
0 shares16 views

Ministro do STF, Alexandre de Moraes recua e revoga censura a sites

Jota Alves - abr 19, 2019

Em mensagem divulgada nesta quinta-feira, o ministro Celso de Mello chamou a censura de intolerável e disse que é uma perversão da ética do direito