Marchantes de Guarabira interditam rodovia em protesto

GG

Um grupo de marchantes realizou um protesto reivindicando a reforma do matadouro público de Guarabira. Com pneus queimados, eles bloquearam a Rodovia PB 073, no trecho próximo ao antigo posto da operação Manzuá no distrito de Cachoeira dos Guedes.

O protesto aconteceu na tarde desta quarta-feira (18) e durou aproximadamente 1h. A polícia interviu para que o protesto encerrasse e o Corpo de Bombeiros precisou ser acionado para conter as chamas e liberar a rodovia para os veículos.

Os marchantes pediam que iniciassem os trabalhos de reforma no matadouro público de Guarabira, interditado desde dezembro do ano passado pelo Ministério Público.

Em reunião realizada na semana passada com o Secretário da Agricultura Marcelo Bandeira, o representante do Ministério Público, o promotor Abraão Falcão e alguns marchantes, ficou decidido que das onze exigências do MP, três deveriam ser realizadas de forma paliativa para a liberação do local para o abate: a limpeza da lagoa de decantação, a pintura do prédio e a capinação do local.

Segundo os marchantes, o serviço é simples e eles mesmos poderiam ajudar, mas afirmaram que ainda não houve a presença de ninguém da prefeitura para iniciar os trabalhos de pintura. “A gente está disposto a ajudar, mas não veio ninguém dizer nada; a pintura é um negócio simples, se não vier ninguém amanhã (19) pela manhã vamos novamente interditar a tarde”, disse o marchante Silvano dos Santos

O secretário de Agricultura de Guarabira Marcelo Bandeira, por telefone, ele disse que das três exigências, a secretaria já realizou a limpeza da lagoa de decantação e a capinação e resta apenas a pintura do local que deve começar nesta quinta-feira.

Ainda segundo o secretário, somente após vistorias do juiz, o local será liberado. A justiça, segundo Marcelo, deve atestar pela emissão de um documento a reabertura do local.

Fonte: Nordeste1