“Menos uma pecadora nordestina no mundo. Vai tarde”, diz internauta sobre morte de cantora

O comentário teve reação imediata e centenas de pessoas postaram comentários rebatendo a postura da mulher

junho 17, 2017
3266 Visualizações

Um comentário sobre o acidente trágico que matou a ex-cantora da banda Cavaleiros do Forró, a paraibana Eliza Clivia e seu esposo, ex-baterista de Forró Pegado, na tarde desta sexta-feira (16), está causando revolta entre os internautas e fãs do trabalho da cantora.

Identificado como Estela Martins, a internauta fez comentário preconceituoso contra nordestino, disse que a cantora vivia e pecado e na luxúria e por isso teria recebido o castigo merecido. “Vai tarde”, diz a mulher em sua postagem.

“Menos uma pecadora nordestina no mundo! Vivia no pecado em festas onde a luxúria tomava conta e agora recebeu o castigo merecido. Tenho pena não! Deus não dorme e pune os que afrontam contra ele. Foi tarde!”.

O comentário teve reação imediata e centenas de pessoas postaram comentários rebatendo a postura da mulher, que seria possivelmente evangélica.

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Articulador do impeachment de Dilma, Cunha completa um ano de prisão
Política
0 shares51 views
Política
0 shares51 views

Articulador do impeachment de Dilma, Cunha completa um ano de prisão

Jota Alves - out 20, 2017

A pesar de tratado com reverência pelos detidos na Lava-Jato, o ex-parlamentar é tido como o mais frio dos presos

Por causa de gastos com a Festa da Luz, Camila tenta intimidar jornalista
Política
0 shares600 views
Política
0 shares600 views

Por causa de gastos com a Festa da Luz, Camila tenta intimidar jornalista

Jota Alves - out 19, 2017

Responsável pelo Blog do Ninja, Henrique postou o que seria os gastos da Prefeitura de Guarabira, comandada pelo pai da deputada

Maternidade do Hospital Regional de Guarabira é premiada em Simpósio
Notícias
0 shares173 views
Notícias
0 shares173 views

Maternidade do Hospital Regional de Guarabira é premiada em Simpósio

Jota Alves - out 19, 2017

O evento foi uma realização do Governo do Estado com a Ong Círculo do Coração e reuniu cerca de 200 profissionais da Rede