Mulungu: prefeito demite funcionária que não participava de eventos de seus candidatos

Depois de ser publicada, a postagem vem recebendo inúmeros comentários contra o ato de perseguição política

setembro 25, 2018
2289 Visualizações

Cláudia Fernandes denunciou a perseguição em rede social

A gestão do prefeito de Mulungu, Melquíades Nascimento, continua produzindo fatos de repercussão nas mídias sociais. Nesta terça-feira (25), uma funcionária contratada, identificada pelo nome de Cláudia Fernandes, que recebia apenas R$ 400, fez uma postagem em seu perfil na rede social Facebook, denunciando que foi demitida porque não participa de eventos da campanha dos candidatos do prefeito.

Em um trecho da postagem, Cláudia diz que a máscara do prefeito caiu, que muitas vezes dormiu no sofá da sua casa e comia na sua casa e que não merece ganhar nem para vereador.

“VOÇE TIROU SUA MASCARA ESSE HOMEM ENGANOU MUITA GENTE ESSE HOMEM QUE MUITAS VEZES ELE E SUA ESPOSA DORMIA NO MEU SOFÁ COMIA NA MINHA CASA TRABALHEI PRA ELE NAS DUAS CAMPANHA POR AMOR SEM GANHAR NADA HOJE ELE MOSTROU O MOSTRO QUE ELE E MINHA GENTE TEMOS QUE MANDAR ESSE HOMEM PRA BEM LONGE DAQUIR ELE NÃO MERECE GANHAR NEM COMO VEREADOR”.

Noutra parte da postagem polêmica, Cláudia diz que Melquíades falava de perseguição da gestão anterior e que o único perseguidor é ele. A senhora ainda citou uma passagem bíblica para alertar que o troco virá.

“ELE FALAVA DA GESTÃO PASSADA QUE ERAM TODOS PERSIGUIDORES MAIS O UNICO PENSEGUIDOR E VOÇE MELQUIADIS MAIS VAMOS PRA FRENTE NADA MELHO DO QUER UM DIA APOIS UM OUTRO E UMA NOITE NO MEIO QUEM COM O FERRO FERI COM O MESMO FERRO SERÁS FERIDO”.

Depois de ser publicada, a postagem vem recebendo inúmeros comentários contra o ato de perseguição política praticado pelo gestor de Mulungu e solidários a Cláudia Fernandes, que parece ser uma pessoa humilde e sem posses, tanto que se submetia a trabalhar por menos da metade de um salário mínimo.

Nos bastidores, há informações que outros funcionários que dão oito horas de expediente também percebem apenas R$ 400 de remuneração, o que viola as leis trabalhistas vigentes.

A reportagem tentou ouvir a versão do prefeito, mas até o fechamento da matéria não conseguiu contato. O espaço para o contraditório está aberto através do contato de e-mail: [email protected]

Leia a íntegra da postagem

 

Veja comentários

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Rompimento de adutora deixa 4 cidades do Brejo sem água, nesta segunda
Notícias
0 shares84 views
Notícias
0 shares84 views

Rompimento de adutora deixa 4 cidades do Brejo sem água, nesta segunda

Jota Alves - out 15, 2018

De acordo com o comunicado, o motivo foi o rompimento de uma adutora

Palhaço estranho é visto perambulando pelas ruas de Guarabira
Notícias
0 shares7465 views
Notícias
0 shares7465 views

Palhaço estranho é visto perambulando pelas ruas de Guarabira

Jota Alves - out 14, 2018

Populares que passavam pelo local se assustaram com a figura de cabelos vermelhos, rosto maquiado e roupa frouxa

MP denuncia sete por envolvimento em esquema que desviou R$ 15 milhões na Paraíba
Policial
0 shares166 views
Policial
0 shares166 views

MP denuncia sete por envolvimento em esquema que desviou R$ 15 milhões na Paraíba

Jota Alves - out 14, 2018

Ainda na denúncia, o MP aponta como os denunciados agiam, alterando planilhas, desviando recursos e enriquecendo ilicitamente