No Brejo, PM é preso suspeito de facilitar entrada de celulares em Cadeia Pública

O delegado Pablo Everton explicou que o caso está sendo apurado pela Polícia Civil

junho 12, 2018
156 Visualizações

Um policial militar foi preso nessa segunda-feira (11), suspeito de facilitar a entrada de celulares para presos na Cadeia Pública de Solânea. Ele está detido no 4º Batalhão, em Guarabira, Brejo paraibano, onde aguarda audiência de custódia que irá decidir se ele segue para um presídio ou se será liberado. O nome do PM não foi revelado.

De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Militar, a prisão do policial aconteceu depois que uma mulher tentou entrar com celulares na casa de detenção e foi flagrada com os celulares que deveriam ser entregues a alguns presos. Em seu depoimento à polícia, essa mulher revelou que era esse policial quem facilitava a entrada dos equipamentos no local.

O delegado Pablo Everton explicou que o caso está sendo apurado pela Polícia Civil, que irá investigar a participação do policial no crime a partir do depoimento da mulher presa, que também aguarda audiência de custódia.

O crime de ingresso de aparelho celular em estabelecimento prisional passou a ser previsto no artigo 349-A, introduzido pela Lei 12.012, de 6 de agosto de 2009: “Ingressar, promover, intermediar, auxiliar ou facilitar a entrada de aparelho telefônico, de comunicação móvel, de rádio ou similar, sem autorização legal, em estabelecimento prisional. Pena — detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano”.

Fonte: Portal Correio

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Caminhão tomba em rodovia entre Pirpirituba e Belém e motorista fica ferido
Policial
0 shares284 views
Policial
0 shares284 views

Caminhão tomba em rodovia entre Pirpirituba e Belém e motorista fica ferido

Jota Alves - jun 23, 2018

O motorista sofreu apenas alguns ferimentos e foi socorrido ao Hospital Regional de Guarabira

Vaticano condena a cinco anos de prisão sacerdote acusado de pedofilia
Notícias
0 shares35 views
Notícias
0 shares35 views

Vaticano condena a cinco anos de prisão sacerdote acusado de pedofilia

Jota Alves - jun 23, 2018

A Promotoria do Vaticano argumentou que Capella deveria ser condenado porque possuía grande quantidade de fotos e vídeos com menores em atos sexuais explícitos

Justiça homologa delação premiada de ex-ministro Antônio Palocci
Política
0 shares24 views
Política
0 shares24 views

Justiça homologa delação premiada de ex-ministro Antônio Palocci

Jota Alves - jun 23, 2018

O ex-ministro fechou os termos da delação com delegados responsáveis pelas investigações da Lava Jato