O Contorno Rodoviário e a transformação de Guarabira

Não, Guarabira não será mais a mesma depois de se puxar para o Oeste a estrada que também atrai desenvolvimento

julho 25, 2017
1794 Visualizações

Quem é filho de Guarabira ou não e visitou a cidade em janeiro do ano passado, percorreu suas ruas e avenidas, fez um tour pelas saídas, visitou amigos na cidade e na zona rural e depois teve de partir, pode contar que terá surpresas quando retornar ao torrão encravado no Agreste paraibano.

Quando quem está lá fora voltar vai encontrar uma outra cidade, no mesmo lugar da boa e velha Guarabira, mas olhando para outros espaços, percorrendo novas estradas, contemplando novas paisagens, palmilhando novo chão.

Eu me refiro às intervenções que estão em curso a partir da decisão política de um governante que está mudando o conceito administrativo da pequenina Paraíba. Eu falo do revolucionário governo comandado por Ricardo Vieira Coutinho, um sujeito de pernas e braços longas, cabelos grisalhos (já não mais um menino), altura acima da média dos paraibanos e sem a cabeça-chata.

Pois bem, o ‘Mago’ veio para deixar seu nome definitivamente entre os maiores governantes da história política paraibana e Guarabira está tendo a oportunidade de experimentar dessa passagem marcante de Ricardo, governador.

Quem chegar à Guarabira ou passar em janeiro próximo vai se deparar, ainda na entrada da cidade, com a Escola Técnica Estadual Dom Marcelo Pinto Carvalheira (justa homenagem ao primeiro bispo da diocese de Guarabira, conhecido como o Dom da Ternura, que morreu no dia 25 de março de 2017). Caminhando mais além, o “chegante” ou “passante” vai ter a opção de entrar à direita e transitar pela nova rodovia, trecho da PB-057, totalmente reconstruída pelo governo do estado.

No trajeto da rodovia, mais ou menos dois quilômetros, se encontra mais uma obra da gestão de Ricardo, a Avenida Cacildes Toscano de Brito (homenagem ao ex-vereador, representante comercial e patriarca de numerosa família de Guarabira), que dá acesso ao bairro do Nordeste e por consequência ao centro nervoso de Guarabira. Não precisa andar muito e lá o “chegante” ou “passante” encontra o trevo de acesso ao Contorno Rodoviário João Pedro Teixeira (homenagem ao mártir das Ligas Camponesas, assassinado covardemente em razão de sua luta pela reforma agrária).

A gestão estadual também resolveu um problema crônico que existia com a chegada do abatedouro da Guaraves, maior empregadora da cidade (cerca de 2 mil empregados), que exporta seus produtos até para o continente asiático, aquele povo dos olhinhos puxados consome produtos Made In Guarabira. Pois bem, os caminhões não tinham como fazer manobra e dois governos anteriores (Maranhão e Cássio) prometeram uma solução e somente agora foi executado o serviço.

No trevo de acesso ao Contorno o cenário se transformou e quem vê não conhece. São dezenas, centenas, milhares de carros trafegando diariamente pelo local, indo e voltando. Indo ao Brejo ou voltando do Brejo o movimento é intenso e tende a crescer, desde que ocorreu a inauguração, em 22 de julho próximo passado.

Foi também a partir de uma ação do governador Ricardo que Guarabira já conta com o Condomínio Cidade Madura, iniciativa pioneira no Brasil em espaços de humanização de pessoas da terceira idade. São 40 residências ocupadas por pessoas com idade acima de 60 anos com toda a infraestrutura e funcionalidade, necessárias ao bom convívio coletivo. O governo do estado investiu R$ 5 milhões na construção da unidade de Guarabira e funciona logo depois do trevo de acesso ao Contorno Rodoviário João Pedro Teixeira.

Não, Guarabira não será mais a mesma depois de se puxar para o Oeste a estrada que também atrai desenvolvimento. No dizer Carlos Pereira, um dinossauro no serviço público, há 64 anos como servidor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PB), “aqui podem se instalar postos de gasolina, armazém de construção, condomínios, hotéis e quaisquer outros equipamentos, que vão perfeitamente se integrar a essa paisagem que é muito bonita”.

O que representa, efetivamente, para a cidade só o tempo dirá. Mas não é preciso ser um estudioso em Demografia para observar que Guarabira irá crescer em ritmo considerável na direção do Contorno Rodoviário, mesmo porque já existem algumas iniciativas da iniciativa privada com a instalação de loteamentos no entorno e com a estrada as áreas serão valorizadas.

Se você vem à Guarabira, pode chegar. Se você vai passar por Guarabira, pode passar, que você vai gostar.

 

Jota Alves é radialista com passagens pelas rádios Constelação FM e Rural AM de Guarabira, Tabajara de João Pessoa e jornais Folha do Brejo e Jornal da Paraíba. Atualmente é editor e articulista político do Portal 25 Horas.
E-mail: [email protected]
WhatsApp: (83) 99962-8866

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Na Baia da Traição, avanço do mar obriga moradores a deixarem as casas
Notícias
0 shares93 views
Notícias
0 shares93 views

Na Baia da Traição, avanço do mar obriga moradores a deixarem as casas

Jota Alves - dez 14, 2017

Depois de perder a casa, Everaldo se mudou para o litoral pernambucano, onde construirá um novo imóvel

“As redes sociais estão dilacerando a sociedade”, diz um ex-executivo do Facebook
Notícias
0 shares29 views
Notícias
0 shares29 views

“As redes sociais estão dilacerando a sociedade”, diz um ex-executivo do Facebook

Jota Alves - dez 14, 2017

Chamath Palihapitiya lamenta ter participado da criação de ferramentas que destroem o tecido social

Milhares de famílias de Guarabira recebem do Estado abono natalino do Bolsa Família
Notícias
0 shares248 views
Notícias
0 shares248 views

Milhares de famílias de Guarabira recebem do Estado abono natalino do Bolsa Família

Jota Alves - dez 14, 2017

O benefício no valor de R$ 32 é pago ao responsável familiar, beneficiário do Programa Bolsa Família