Paraibana morre após ser espancada, esfaqueada e atropelada por vizinhos em SP

O casal foi capturado instantes depois com a roupa suja de sangue e no interior do veículo a polícia encontrou a faca usada no crime

janeiro 17, 2019
67 Visualizações

Uma paraibana morreu após ser espancada, esfaqueada e atropelada por um casa de vizinhos na cidade de Peruíbe, em São Paulo, na terça-feira (13). Roneide dos Santos foi esfaqueada pela mulher e depois o homem atropelou a jovem.

Uma viatura da polícia fazia o patrulhamento na região e ouviu os gritos da vítima pedindo socorro. Ao avistar os policiais, o casal fugiu do local.

Roneide foi socorrida para um hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito. Ela era natural de Conceição, no Vale do Piancó.

O casal foi capturado instantes depois com a roupa suja de sangue e no interior do veículo a polícia encontrou a faca usada no crime.

A Polícia Militar de São Paulo ainda não sabe informar o que motivou o crime.

Do Portal do Litoral

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Veneziano critica PPP aprovada pela base de Romero Rodrigues que pretende privatizar a Cagepa
Política
0 shares10 views
Política
0 shares10 views

Veneziano critica PPP aprovada pela base de Romero Rodrigues que pretende privatizar a Cagepa

Jota Alves - fev 14, 2019

Veneziano lembrou que Campina, nos anos 2000, perdeu a sua Companhia de Eletricidade, a Celb, num processo de venda em que ainda hoje a prefeitura é cobrada

Secretário de Comunicação de Araçagi esclarece sobre tombo em estúdio de rádio
Notícias
0 shares63 views
Notícias
0 shares63 views

Secretário de Comunicação de Araçagi esclarece sobre tombo em estúdio de rádio

Jota Alves - fev 14, 2019

O vídeo do momento do tombo está sendo compartilhado nas redes sociais e Feliciano fez o esclarecimento.

Policial militar é morto durante troca de tiros com policiais civis em bar de João Pessoa
Policial
0 shares33 views
Policial
0 shares33 views

Policial militar é morto durante troca de tiros com policiais civis em bar de João Pessoa

Jota Alves - fev 14, 2019

Davi Cristiano das Neves Pereira, de 34 anos, do 5º Batalhão da Polícia Militar, respondia a processo disciplinar por dois crimes ocorridos em 2014 e 2015