Perda de vasão deixa moradores da cidade de Pilões sem abastecimento durante a noite

setembro 3, 2015
454 Visualizações

barragem_Piloes

A cidade de Pilões, desde o último dia primeiro de setembro, passou a regime de racionamento no período noturno, ficando com água nas torneiras dos usuários da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba somente durante o dia.

A informação foi repassada pela Gerência Regional da Cagepa no Brejo. Por meio de sua assessoria, a Companhia informa que houve perda de vasão para justificar a medida adotada.

 

Confira o comunicado

A Cagepa – Gerência Regional do Brejo – comunica aos usuários da cidade de Pilões, que a partir desta terça-feira, dia 1 de setembro, foi dado início a esquema de racionamento de água em face da perda de vazão na estação de tratamento. O abastecimento, a partir da data supramencionada, ficará sendo diariamente das 6 da manhã às 18h.

 

Guarabira, 2 de setembro de 2015.

 

Gerência Regional do Brejo

 

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Polícia prende dupla que furtava argolas de túmulos em cemitério de Belém
Policial
0 shares29 views
Policial
0 shares29 views

Polícia prende dupla que furtava argolas de túmulos em cemitério de Belém

Jota Alves - abr 22, 2019

As pessoas que receptaram os objetos do furto também serão chamadas à delegacia para prestar esclarecimentos

Câmara de Guarabira vai discutir situação de animais soltos nas ruas
Notícias
0 shares14 views
Notícias
0 shares14 views

Câmara de Guarabira vai discutir situação de animais soltos nas ruas

Jota Alves - abr 22, 2019

Júnior lembra que em Guarabira existe a ONG Opan, que cuida dos animais, que a partir de sua iniciativa foi tornada de utilidade pública

Governo aceita alterar quatro pontos da reforma da Previdência
Política
0 shares25 views
Política
0 shares25 views

Governo aceita alterar quatro pontos da reforma da Previdência

Jota Alves - abr 22, 2019

Na avaliação de assessores do ministro Paulo Guedes (Economia), os trechos oferecidos para a tesoura do Centrão não afetam a potência fiscal da reforma

Leave a Comment

Your email address will not be published.