Polícia prende traficante acusado de 36 assassinatos na cidade de Mari

setembro 24, 2012
708 Visualizações

Um homem acusado de tráfico de drogas e vários homicídios foi preso, na noite deste domingo (23), na cidade de Mari, Brejo paraibano. José Ildebrando Targino da Silva, 35 anos, o “Bizoga”, vinha sendo investigado há mais de dois meses e, segundo a Polícia Civil, ele foi o mandante de pelo menos 36 assassinatos ocorridos na cidade.

O acusado foi preso durante um bloqueio policial realizado na estrada que liga as cidades de Sapé e Mari, no momento em que voltava de uma excursão ao Litoral Norte do Estado. “Nós tínhamos a informação de que ele teria ido passar o final de semana no Litoral Norte e montamos a operação para prendê-lo. Ao todo, seis policiais participaram da ação que foi executada com êxito, sem resistência do preso”, detalhou o delegado Reinaldo Nóbrega, delegado titular de Mari, responsável pelas investigações.

Com o acusado, a polícia apreendeu um revólver calibre 38, seis munições intactas, uma quantidade de maconha e documentos falsos. Com o flagrante, além dos crimes de homicídio, José Ildebrando vai responder pelos crimes de tráfico de drogas, posse ilegal de arma e munição e falsificação de documento. Após ser autuado, ele será conduzido a Penitenciária Regional de Sapé.

De acordo com o delegado regional de Itabaiana, Hugo Hélder, a prisão é considerada a mais importante do ano realizada pela Polícia Civil na Região e deve refletir decisivamente na redução dos índices criminais. “Todo o tráfico de drogas que resultava em mortes na cidade de Mari era controlado pelo acusado. Sem dúvida, uma prisão extremamente importante. Vamos, agora, dar continuidade ao trabalho preventivo para que a cidade mantenha seus dias de paz”, afirmou a autoridade policial.

45 dias sem homicídio – Devido a outras prisões recentes, realizadas pelas polícias Civil e Militar, Mari já contabiliza 45 dias sem nenhum registro de assassinato. Entre as ações destaca-se a “Operação Independência”, que resultou na prisão de quatro pessoas e na apreensão de quatro armas de fogo durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão na cidade.

Na ocasião foram presos Eronides Barbosa Ricardo, 20 anos, conhecido por Malvado, que confessou a participação em pelo menos 13 homicídios. Entre os crimes de repercussão, de acordo com a polícia, está o esquartejamento de dois irmãos, ocorrido no dia 29 de julho.

Na operação também foram presos Wellington Augusto Alvino, 20 anos, o “Chapolin”; Paulo de Oliveira Silva, 19, conhecido por “Paulino”; e Wanderlei Barbosa Ribeiro, 24 anos, o “Cavernagem”. Todos foram autuados em flagrante.

O secretário executivo da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, destacou a atuação da Polícia Civil que vem dando respostas eficazes aos crimes no Estado. “Estamos colhendo o fruto de um trabalho integrado e que aposta na repressão qualificada. Mari precisava de uma resposta e a Polícia obteve grande êxito. Vamos continuar vigilantes e contamos sempre com o apoio da população”, concluiu.

 

 

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Guarabira: mulher com carrinho de bebê é atacada por bandido e tem celular roubado; veja vídeo
Policial
0 shares25 views
Policial
0 shares25 views

Guarabira: mulher com carrinho de bebê é atacada por bandido e tem celular roubado; veja vídeo

Jota Alves - mar 18, 2019

A Polícia Militar foi acionada, agiu rápido e conseguiu prender o indivíduo em flagrante.

Cagepa suspende abastecimento de água em Campina Grande e mais nove cidades da Paraíba
Notícias
0 shares28 views
Notícias
0 shares28 views

Cagepa suspende abastecimento de água em Campina Grande e mais nove cidades da Paraíba

Jota Alves - mar 17, 2019

O órgão informou que técnicos estão trabalhando no local com o objetivo de restabelecer o funcionamento da estação de tratamento

Homem enfrentou assassino na Nova Zelândia e impediu mais mortes
Notícias
0 shares25 views
Notícias
0 shares25 views

Homem enfrentou assassino na Nova Zelândia e impediu mais mortes

Jota Alves - mar 17, 2019

Aziz, de 48 anos, está sendo saudado como um herói por evitar mais mortes na mesquita de Linwood, em Christchurch, na Nova Zelândia, depois de perseguir terrorista.

Leave a Comment

Your email address will not be published.