Polícia prende traficante acusado de 36 assassinatos na cidade de Mari

setembro 24, 2012
721 Visualizações

Um homem acusado de tráfico de drogas e vários homicídios foi preso, na noite deste domingo (23), na cidade de Mari, Brejo paraibano. José Ildebrando Targino da Silva, 35 anos, o “Bizoga”, vinha sendo investigado há mais de dois meses e, segundo a Polícia Civil, ele foi o mandante de pelo menos 36 assassinatos ocorridos na cidade.

O acusado foi preso durante um bloqueio policial realizado na estrada que liga as cidades de Sapé e Mari, no momento em que voltava de uma excursão ao Litoral Norte do Estado. “Nós tínhamos a informação de que ele teria ido passar o final de semana no Litoral Norte e montamos a operação para prendê-lo. Ao todo, seis policiais participaram da ação que foi executada com êxito, sem resistência do preso”, detalhou o delegado Reinaldo Nóbrega, delegado titular de Mari, responsável pelas investigações.

Com o acusado, a polícia apreendeu um revólver calibre 38, seis munições intactas, uma quantidade de maconha e documentos falsos. Com o flagrante, além dos crimes de homicídio, José Ildebrando vai responder pelos crimes de tráfico de drogas, posse ilegal de arma e munição e falsificação de documento. Após ser autuado, ele será conduzido a Penitenciária Regional de Sapé.

De acordo com o delegado regional de Itabaiana, Hugo Hélder, a prisão é considerada a mais importante do ano realizada pela Polícia Civil na Região e deve refletir decisivamente na redução dos índices criminais. “Todo o tráfico de drogas que resultava em mortes na cidade de Mari era controlado pelo acusado. Sem dúvida, uma prisão extremamente importante. Vamos, agora, dar continuidade ao trabalho preventivo para que a cidade mantenha seus dias de paz”, afirmou a autoridade policial.

45 dias sem homicídio – Devido a outras prisões recentes, realizadas pelas polícias Civil e Militar, Mari já contabiliza 45 dias sem nenhum registro de assassinato. Entre as ações destaca-se a “Operação Independência”, que resultou na prisão de quatro pessoas e na apreensão de quatro armas de fogo durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão na cidade.

Na ocasião foram presos Eronides Barbosa Ricardo, 20 anos, conhecido por Malvado, que confessou a participação em pelo menos 13 homicídios. Entre os crimes de repercussão, de acordo com a polícia, está o esquartejamento de dois irmãos, ocorrido no dia 29 de julho.

Na operação também foram presos Wellington Augusto Alvino, 20 anos, o “Chapolin”; Paulo de Oliveira Silva, 19, conhecido por “Paulino”; e Wanderlei Barbosa Ribeiro, 24 anos, o “Cavernagem”. Todos foram autuados em flagrante.

O secretário executivo da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, destacou a atuação da Polícia Civil que vem dando respostas eficazes aos crimes no Estado. “Estamos colhendo o fruto de um trabalho integrado e que aposta na repressão qualificada. Mari precisava de uma resposta e a Polícia obteve grande êxito. Vamos continuar vigilantes e contamos sempre com o apoio da população”, concluiu.

 

 

Comente esta matéria

Você também pode gostar

MEC quer aperfeiçoar processo de revalidação do diploma de medicina
Notícias
0 shares9 views
Notícias
0 shares9 views

MEC quer aperfeiçoar processo de revalidação do diploma de medicina

Jota Alves - maio 16, 2019

Os integrantes do grupo de trabalho terão um prazo de 60 dias, a contar partir da publicação da portaria

Paciente que fez autotransplante de medula recebe alta médica e inicia nova etapa no tratamento
Notícias
0 shares23 views
Notícias
0 shares23 views

Paciente que fez autotransplante de medula recebe alta médica e inicia nova etapa no tratamento

Jota Alves - maio 16, 2019

A medula de Antônio pegou e o procedimento foi considerado um sucesso, sendo necessário agora cumprir todas as etapas estabelecidas do tratamento

Atos contra corte de verbas da Educação são realizados em várias cidades do país
Política
0 shares19 views
Política
0 shares19 views

Atos contra corte de verbas da Educação são realizados em várias cidades do país

Jota Alves - maio 15, 2019

A manifestação interrompeu o trânsito no centro da Capital paraibana, onde as pessoas se concentraram para gritar palavras de ordem contra o governo

Leave a Comment

Your email address will not be published.