Presidente do COB, Nuzman é preso e está na sede da Polícia Federal

O esquema de corrupção, segundo os investigadores, tem a participação do ex-governador Sérgio Cabral

outubro 5, 2017
679 Visualizações

O presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Carlos Arthur Nuzman, e o diretor geral de operações do COB, Leonardo Gryner, foram presos na manhã desta quinta-feira em suas respectivas residências, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Os dois foram conduzidos por agentes à sede da Polícia Federal, na Praça Mauá, e depois serão levados à Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica. Nuzman e Gryner, considerado seu braço direito, são investigados pela compra de votos na eleição que definiu o Rio de Janeiro como sede olímpica de 2016.

De acordo com o Ministério Público, a prisão temporária de cinco dias foi motivada pelo entendimento de que Nuzman tentou “conferir aparência de transparência e licitude a bens que estavam ocultos” e foram descobertos na deflagração da Operação Unfair Play (traduzida para Jogo-Sujo), um desdobramento da Operação Lava-Jato, no início de setembro. Após a apreensão de bens, objetos e documentos, Nuzman retificou a declaração de Imposto de Renda dele para incluir os R$ 480 mil apreendidos pela PF em sua residência, além de 16 barras de ouro de 1kg cada, guardadas em um banco na Suíça.

De acordo com o MPF, as prisões temporárias de Nuzman e Gryner eram imprenscindíveis não só como garantia da ordem pública, como para permitir bloquear o patrimônio e impedir que ambos continuem cometendo crimes e ocultando provas. Segundo os investigadores, as provas colhidas na primeira etapa da “Unfair Play” mostram evidências de que Nuzman e Gryner foram os agentes responsáveis por fazer a ligação entre o esquema de propinas de Cabral e membros africanos do COI, por meio de Arthur Soares.

O esquema de corrupção, segundo os investigadores, tem a participação do ex-governador Sérgio Cabral. O dinheiro teria vindo do empresário Arthur Cesar Soares de Menezes Filho, conhecido como Rei Arthur, que também teve mandado de prisão decretado, mas está foragido da justiça.

Fonte: G1

Comente esta matéria

Você também pode gostar

‘Prefiro morrer de fome na Venezuela do que agredido aqui’, diz imigrante atacado
Notícias
0 shares9 views
Notícias
0 shares9 views

‘Prefiro morrer de fome na Venezuela do que agredido aqui’, diz imigrante atacado

Jota Alves - ago 18, 2018

Segundo a Polícia Militar da região, ninguém foi preso durante o conflito e ninguém ficou ferido

Mais de 70 policiais militares são promovidos pelo Governo da Paraíba
Notícias
0 shares10 views
Notícias
0 shares10 views

Mais de 70 policiais militares são promovidos pelo Governo da Paraíba

Jota Alves - ago 18, 2018

Promoções foram publicadas no Diário Oficial do Estado deste sábado (18)

“Nós temos coragem, nós temos firmeza, nós temos esperança”, diz Célio Alves em reunião com militância
Política
0 shares36 views
Política
0 shares36 views

“Nós temos coragem, nós temos firmeza, nós temos esperança”, diz Célio Alves em reunião com militância

Jota Alves - ago 18, 2018

O encontrou ocorreu na casa de eventos ASSESP, no bairro Clóvis Bezerra, em Guarabira, e lotou o espaço