Rompimento de adutora deixa 4 cidades do Brejo sem água, nesta segunda

De acordo com o comunicado, o motivo foi o rompimento de uma adutora

outubro 15, 2018
417 Visualizações

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba – Cagepa – por meio de sua assessoria, informou à imprensa na manhã desta segunda-feira (15), que está faltando água em 4 cidades do Regional do Brejo. De acordo com o comunicado, o motivo foi o rompimento de uma adutora e o abastecimento só deve voltar depois das 20h de hoje.

 

Comunicado de falta de água

A Cagepa, Gerência Regional do Brejo, comunica aos usuários das cidades de Mari, Mulungu, Gurinhém e Cajá/Caldas Brandão, que o abastecimento de água será interrompido, em razão de rompimento da principal adutora que abastece o sistema integrado. Equipe de manutenção já foi acionada para corrigir o problema e a retomada gradativa está prevista para a partir das 20h desta segunda-feira.

Guarabira, 15 de outubro de 2018.

Gerência Regional do Brejo

 

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Prefeitura de Mamanguape procura médicos para atender em UBS’s
Notícias
0 shares11 views
Notícias
0 shares11 views

Prefeitura de Mamanguape procura médicos para atender em UBS’s

Jota Alves - fev 13, 2019

Os médicos que quiserem atuar nas UBS de Mamanguape, receberão pelo menos R$ 9.000,00 (nove mil reais) de salário, alimentação e transporte

Guarabira: caso da licitação suspeita repercute na Câmara e vereador exige explicações
Política
0 shares36 views
Política
0 shares36 views

Guarabira: caso da licitação suspeita repercute na Câmara e vereador exige explicações

Jota Alves - fev 12, 2019

O caso envolvendo empresas que participariam de licitação do segmento gráfico na prefeitura de Guarabira, que foi parar na delegacia,…

Criminosos agridem mototaxista belenense com coronhada na cabeça e roubam moto em rodovia do RN
Policial
0 shares45 views
Policial
0 shares45 views

Criminosos agridem mototaxista belenense com coronhada na cabeça e roubam moto em rodovia do RN

Jota Alves - fev 12, 2019

Em entrevista ao repórter Pedro Júnior, da Rádio Talismã FM 99.3, o trabalhador revela momentos terríveis que passou nas mãos de jovens armados