Tevez decide, Juventus bate Real e fica a um empate da final da Champions

 
tevez
No duelo entre o belo Cristiano Ronaldo e o feroz Tevez, deu Carlitos.
Nesta terça-feira, a Juventus contou com a força de sua torcida e bateu o Real Madrid por 2 a 1 no Juventus Stadium, pela partida de ida da semifinal da Uefa Champions League.
Com esse resultado, a “Velha Senhora” depende apenas de um empate na próxima quarta-feira, no Santiago Bernabéu, para voltar à final da competição após 12 anos. Já os merengues terão que buscar uma vitória por 1 a 0 ou dois gols de diferença para seguir na busca pela 11ª taça do torneio.
Logo no início da partida, parecia mesmo que a Juve estava destinada a vencer. Afinal, quis o destino que o jovem Morata, cria da base do Real Madrid, abrisse o placar contra o time que o revelou.
O gol saiu após boa jogada de Tevez, que bateu cruzado e viu Casillas dar o rebote. Esperto e livre no segundo pau, Morata só empurrou para dentro. Desconfortável, nem comemorou seu tento, apesar da festa dos companheiros.
Mas o Real não sentiu o gol. Pelo contrário: ganhou combustível para reagir.
O empate foi ficando maduro e saiu aos 27 minutos, em ótima jogada pela direita: James Rodríguez cruzou, a bola passou por Buffon e achou Cristiano Ronaldo completamente desmarcado, na pequena área. Sem resistência, o matador só testou para as redes.
Apreensão no Juventus Stadium.
Que ficou pior ainda aos 40 minutos, quando os merengues fizeram grande jogada até a bola chegar a Marcelo, na ponta esquerda. O brasileiro invadiu a área e cruzou com perfeição para James Rodríguez, que deu bonito peixinho e viu a bola explodir no travessão.
Para alívio de Buffon, que benzeu seu arco.
No segundo tempo, porém, a Juventus voltou com a mesma postura do início do jogo. Tevez estava endiabrado. Logo após o reinício da partida, chegou forte em Sergio Ramos e levou amarelo. Na sequência, recebeu na grande área e disparou de esquerda, para defesa de Casillas.
Sua insistência seria recompensada aos 12 minutos.
Ao estilo Apache, apelido pelo qual é conhecido, o feroz atacante da periferia de Buenos Aires recebeu pela esquerda, deixou Carvajal na saudade, invadiu a área e armou o chute. Quando ia bater, foi derrubado: pênalti.
Carlitos pegou a bola na hora e disse “eu bato”.
Com ele, não tem essa de sentir pressão, mesmo com Iker Casillas do outro lado.
O argentino bateu firme, no meio do gol, chegou ao seu 7º tento na Champions e colocou a Juventus novamente na frente.
Depois disso, o técnico Massimiliano Allegri fez a italianada clássica: colocou mais um zagueiro e cozinhou o Real Madrid até o final, garantindo a vitória em casa, para festa da torcida alvinegra.
Substituído perto do final, Tevez saiu aclamado pela massa.