Zenóbio tem veto derrubado pela Câmara com apoio de vereadores da base governista

Apenas três vereadores da base governista votaram a favor do veto do prefeito Zenóbio

dezembro 4, 2018
471 Visualizações

Com votos de todos os vereadores de oposição e o reforço de um voto de parlamentar governista e abstenção de três, na tarde desta terça-feira (4), a Câmara de Guarabira derrubou veto do prefeito Zenóbio Toscano (PSDB), a projeto que reduz valor pago a três servidores comissionados que integram a Junta de Recursos de Infração de Trânsito.

O projeto, de autoria de vereador Zé Ismai, estabelece a redução dos atuais 80% do salário mínimo (o que equivale a R$ 763 por reunião) para 20% a remuneração da Junta, que se reúne três vezes por mês, em reuniões que duram em média duas horas.

Zenóbio vetou o projeto alegando inconstitucionalidade, mas na sessão, o veto foi derrubado, impondo derrota ao prefeito, e a redução da remuneração fica valendo a partir da publicação no Diário Oficial.

Votaram pela derrubada do veto

– Zé Ismai

– Renato Meireles

– Marcelo Bandeira

– Michele Paulino

– Wilson Filho

– Michel do Empenho

– Saulo de Biu

– Tiago do Mutirão

Votaram pela manutenção do veto

– Renato Toscano

– Elias Filho

– Leonardo Macena

Se abstiveram de votar

– Jáder Filho

– Marcos de Enoque

– Luciano do Bolo

Apenas três vereadores da base governista votaram a favor do veto do prefeito Zenóbio. Três deles se abstiveram, e um, Tiago do Mutirão, do PSDB, votou com a oposição.

Vereador situacionista, Elias Filho disse que confia na assessoria jurídica da Prefeitura e confia que o prefeito não vetaria o projeto se não estivesse se contrapondo ao ordenamento jurídico vigente, e que por essa razão votou pela manutenção do veto de ZT.

Integrante da bancada Girassol, Renato Meireles usou seu perfil em rede social para comemorar a derrubada do veto e disse que o trio que integra a Junta já recebeu até agora R$ 43 mil.

“Acabamos de derrubar, por maioria na Câmara, o veto do prefeito a um projeto de lei que reduz a gratificação dos comissionados que fazem parte da Comissão Julgadora do STTrans de Guarabira. Juntos essas pessoas já receberam até o mês de setembro 43 mil reais.  O momento é de ir contra privilégios e fiscalizar os gastos públicos. Dissemos NÃO as reuniões de OURO da STTRANS!”, comemorou o vereador Renato Meireles, numa rede social.

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Araruna: polícia desarticula quadrilha que estava montando ponto de drogas; 3 são de Guarabira
Policial
0 shares17 views
Policial
0 shares17 views

Araruna: polícia desarticula quadrilha que estava montando ponto de drogas; 3 são de Guarabira

Jota Alves - fev 15, 2019

Os suspeitos foram presos em uma casa que fica no final de uma vila, na Rua da Areia, centro de Araruna

CPCon divulga resultado preliminar do concurso público da Prefeitura de Pilõezinhos
Notícias
0 shares14 views
Notícias
0 shares14 views

CPCon divulga resultado preliminar do concurso público da Prefeitura de Pilõezinhos

Jota Alves - fev 15, 2019

No toral foram oferecidas 73 vagas para preenchimento de diversos cargos que comporão o quadro de servidores efetivos

Veneziano critica PPP aprovada pela base de Romero Rodrigues que pretende privatizar a Cagepa
Política
0 shares13 views
Política
0 shares13 views

Veneziano critica PPP aprovada pela base de Romero Rodrigues que pretende privatizar a Cagepa

Jota Alves - fev 14, 2019

Veneziano lembrou que Campina, nos anos 2000, perdeu a sua Companhia de Eletricidade, a Celb, num processo de venda em que ainda hoje a prefeitura é cobrada