Aprovado em concurso da Metta em Pilõezinhos pede demissão e reforça tese de fraude

Rosinaldo Mendes, prefeito de Pilõezinhos

O ano começou tumultuado na pacata cidade de Pilõezinhos, a 111 km de João Pessoa. O alvoroço começou depois que o prefeito Rosinaldo Lucena Mendes decidiu decretar a anulação do concurso público realizado pela Metta Concursos & Consultoria LTDA, empresa que foi alvo de investigação da operação gabarito do Ministério Público e que teve o seu proprietário, Almir Pina, preso em Guarabira. Segundo o novo gestor, o concurso está eivado de vícios e irregularidades.

Os atingidos pela decisão do prefeito impetraram com mandato de segurança na 5ª vara mista da comarca de Guarabira e conseguiram uma liminar para imediata reintegração aos quadros da edilidade, devendo exercer as funções para as quais foram aprovados no certame.

O curioso e intrigante é que um dos aprovados, o senhor Heverton Cláudio Araújo, foi reintegrado através de portaria para “tratorista”, função para qual foi aprovado, segundo a Metta Concursos. Porém, Heverton que teoricamente passou nas provas escrita e prática, admitiu não saber manusear a máquina e decidiu pedir demissão do serviço público, o que reforça a tese de que o concurso foi fraudado.

O diretor de Transportes, Severino Pereira, ficou surpreso com a informação do suposto tratorista que após tentar ligar o trator, desistiu e confirmou que não era tratorista, mesmo tendo sido aprovado na prova prática.

O prefeito Rosinaldo Mendes recebeu e deferiu o pedido de demissão do tratorista, alegando que ninguém pode exercer uma função sem está apto para tal. Para o novo gestor, o ato do servidor apenas reforça a tese de que o concurso realizado pela Metta está cheio de irregularidades e precisa ser anulado em definitivo.

Assessoria