Concurso do governo da Paraíba é remarcado para janeiro, diz fundação

dezembro 20, 2012
407 Visualizações

As provas do concurso para o preenchimento de vagas para o cargo de técnico administrativo do Governo da Paraíba, suspensas após a constatação da violação de lacres e que aconteceriam no último domingo (16), poderão ser aplicadas no dia 6 ou no dia 13 de janeiro de 2013. Conforme a assessoria jurídica da Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), que organiza o certame, a Secretaria de Estado da Administração poderá escolher entre o primeiro ou segundo domingo do ano novo para aplicar a prova. A assessoria da secretaria informou que a definição da nova data será divulgada até o final desta semana.

O concurso da Secretaria de Administração disponibiliza 3.180 vagas e teve 37.177 inscritos. O resultado estava previsto para ser divulgado no dia 28 de dezembro.

Segundo a assessoria da Secretaria de Administração, nenhuma prova chegou a ser subtraída do malote, mas a decisão da suspensão veio em razão do comprometimento do sigilo necessário à legalidade da aplicação do concurso, visto que os lacres foram violados de forma criminosa e alguma prova pode ter sido fotografada.

O delegado Olímpio Ferraz, da Polícia Federal, disse que o inquérito do caso ainda não foi instaurado e as investigações só poderão ser iniciadas após a posição da Corregedoria Geral de Justiça, que decidirá se o caso será conduzido pela Polícia Federal ou Polícia Civil. Conforme explicou, a ocorrência foi registrada no interior do aeroporto, que é uma área federal, mas o caso poderá ser investigado pela Polícia Civil, já que o fato implicou na violação de mercadoria de uma empresa privada.

“A perícia ainda está sendo concluída, mas foi constatada a violação de dois lacres de um dos malotes que guardavam as provas do exame. Está sendo descartada a hipótese de violação natural durante o trajeto aéreo, já que o plástico que foi violado é de alta resistência. A situação em que esse lacre foi violado, se foi no Rio de Janeiro ou na entrada do Estado, só após as investigações e conclusão da perícia”, esclareceu.

De acordo com Hugo Baranda, assessor jurídico da Funcab, a organizadora do concurso planeja montar um esquema de segurança reforçado para o transporte dos novos malotes e a empresa deverá enviar um requerimento solicitando à Secretaria de Segurança do Estado que a bagagem venha ser escoltada. “Em dez anos de atividades sempre usamos a mesma forma de transporte e nunca registramos uma ocorrência como esta. Não podemos errar. Desta vez, se possível, a bagagem será acompanhada por um agente de segurança. Será enviado um requerimento ao secretário de segurança do Estado para que designe uma pessoa para fazer a segurança da prova”, ressalta.

O assessor jurídico informou ainda que o financeiro da fundação já foi acionado para apurar os transtornos causados pela violação dos lacres e que certamente a transportadora deverá ser alvo de processo.

Do G1

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Guarabira abre os 100 Anos de Jackson do Pandeiro com 3 atrações temáticas abertas ao público
Notícias
0 shares14 views
Notícias
0 shares14 views

Guarabira abre os 100 Anos de Jackson do Pandeiro com 3 atrações temáticas abertas ao público

Jota Alves - jan 13, 2019

Paraibano de Alagoa Grande, Jackson nasceu em 31 de agosto de 1919, no Engenho Tanques, com o nome de José Gomes Filho

Lucena divulga edital de concurso público com mais de 90 vagas
Notícias
0 shares12 views
Notícias
0 shares12 views

Lucena divulga edital de concurso público com mais de 90 vagas

Jota Alves - jan 13, 2019

Os salários variam de R$ 998 a R$ 1.835,37, sendo os cargos de professor A e professor B os que têm maior salário

Governo estuda enviar proposta única de reforma da Previdência
Política
0 shares13 views
Política
0 shares13 views

Governo estuda enviar proposta única de reforma da Previdência

Jota Alves - jan 13, 2019

Isso não significa que os militares serão incluídos na reforma preparada pelo governo Jair Bolsonaro

Leave a Comment

Your email address will not be published.