Em nota, Associação do Ministério Público diz que Reginaldo Pereira proferiu “afirmações levianas” contra promotora

fevereiro 13, 2014
689 Visualizações

Reginaldo_Pereira

Atendendo a uma solicitação da Associação Paraibana do Ministério Público (APMP), uma reunião realizada no final da manhã desta quinta-feira (13), na sede da Procuradoria Geral de Justiça, tratou das declarações proferidas pelo prefeito de Santa Rita, Reginaldo Pereira (PRP), contra a promotora de Justiça Anita Bethânia Silva da Rocha e a instituição. O presidente da APMP, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, anunciou que medidas judiciais serão tomadas pela Associação, que também emitiu uma nota oficial conjunta com a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) em repúdio ao prefeito.

As declarações de Reginaldo contra a promotora foram divulgadas por meio de uma gravação publicada em um site de compartilhamento de vídeos. Elas teriam sido feitas em uma reunião com vereadores.

NOTA DE REPÚDIO

A Conamp – Associação Nacional dos Membros do Ministério Público – e a APMP – Associação Paraibana do Ministério Público – vêm a público manifestar repúdio aos infundados ataques praticados pelo prefeito de Santa Rita, Reginaldo Pereira, contra a promotora de Justiça titular da Promotoria de Justiça de Santa Rita, Anita Bethânia Silva da Rocha.

 

A lamentável atitude do gestor municipal ocorreu durante reunião com auxiliares e vereadores de sua base política, cujo conteúdo foi gravado e postado no youtube (http://www.youtube.com/watch?v=_4ymNT_1jQE), e divulgado por diversos portais de notícias, ocasião em que tentou desqualificar a atuação da promotora de Justiça, com ofensas verbais e afirmações levianas, por não concordar com suas ações em defesa do patrimônio público.

 

Em um regime democrático, todos têm direito de manifestar legitimamente sua insatisfação contra a atuação de qualquer agente público; contudo, tal direito não permite a quem o exerce extrapolar os limites do livre pensamento para denegrir a imagem de uma profissional séria e competente, que se encontrava, não no exercício de uma perseguição, como faz crer o prefeito, mas no estrito cumprimento do dever legal de fiscalizar os atos administrativos.

 

Assim, não é compreensível ou racional que o gestor municipal, senhor Reginaldo Pereira, tenha optado por extrapolar os legítimos limites de sua defesa, ofendendo a honra da promotora de Justiça, com ataques levianos. É preocupante que um prefeito se utilize desse expediente, agredindo a promotora de Justiça com afirmações caluniosas, difamatórias e injuriosas, além de terminar por afrontar o próprio Ministério Público, demonstrando a completa falta de equilíbrio, serenidade e respeito com os poderes constituídos e as instituições públicas.

 

A atuação destacada e imparcial da promotora de Justiça Anita Bethânia Silva da Rocha é conhecida em todo o Ministério Público, inclusive com ações contra vários gestores. Os membros do Ministério Público não se intimidarão com ataques infundados e não transigirão no seu dever institucional de defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis, atuando sempre com respeito, mas com o rigor necessário à defesa do patrimônio do povo paraibano.

 

Assim, vem a Conamp – Associação Nacional dos Membros do Ministério Público – e a APMP – Associação Paraibana do Ministério Público – repudiar as injustas ofensas praticadas pelo prefeito de Santa Rita, atestando a lisura, a competência e a imparcialidade da promotora de Justiça Anita Bethânia Silva da Rocha, cujo nome e honra foram criminosa e indevidamente atacados, disponibilizando-lhe os meios para buscar a reparação cível e criminal contra seu ofensor.

 

João Pessoa, 13 de fevereiro de 2014.

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Serra da Raiz: Noronha Monteiro vai ao TCE-PB e MPF apresentar denúncia contra Adailma
Política
0 shares31 views
Política
0 shares31 views

Serra da Raiz: Noronha Monteiro vai ao TCE-PB e MPF apresentar denúncia contra Adailma

Jota Alves - jun 20, 2019

De acordo com postagem feitas em redes sociais, as possíveis irregularidades são em processos licitatórios

“Não tenho apego ao cargo, se houver irregularidades, eu saio”, diz Moro na CCJ do Senado
Política
0 shares23 views
Política
0 shares23 views

“Não tenho apego ao cargo, se houver irregularidades, eu saio”, diz Moro na CCJ do Senado

Jota Alves - jun 20, 2019

Segundo o site The Intercept Brasil, as mensagens foram trocadas entre 2015 e 2018 e obtidas a partir da invasão de aparelhos dos procuradores por hackers

Prefeito que convocou comissionados para show da noiva é preso
Política
0 shares32 views
Política
0 shares32 views

Prefeito que convocou comissionados para show da noiva é preso

Jota Alves - jun 20, 2019

A Operação Harpalo começou em dezembro de 2018 e investiga o superfaturamento em contratos da prefeitura de Camaragibe

Leave a Comment