Em Sapé, adolescentes são mortas e corpos são encontrados seminus em canavial

maio 24, 2016
1019 Visualizações

IMG-20160524-WA0115

 

Duas adolescentes foram encontradas mortas a tiros, na manhã desta terça-feira (24), dentro de um canavial na localidade conhecida como Açude do Mato, zona rural da cidade de Sapé, Zona da Mata paraibana. Segundo a Polícia Militar, os corpos estavam seminus. As garotas eram envolvidas com o tráfico de drogas.

Segundo o capitão Melquisedec Lima, comandante da Polícia Militar de Sapé, moradores ouviram tiros durante a madrugada e uma equipe da PM ainda foi ao local, mas não conseguiu visualizar devido à escuridão.

“As duas adolescentes já foram detidas há cerca de seis meses por tráfico de drogas e assalto à mão armada. Mas como a nossa legislação é frágil elas estavam em liberdade. Os corpos estavam seminus e com marcas de tiros”, comentou o capitão. A Polícia Civil vai investigar o duplo assassinato.

Fonte: Portal Correio

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Polícia prende dupla que furtava argolas de túmulos em cemitério de Belém
Policial
0 shares30 views
Policial
0 shares30 views

Polícia prende dupla que furtava argolas de túmulos em cemitério de Belém

Jota Alves - abr 22, 2019

As pessoas que receptaram os objetos do furto também serão chamadas à delegacia para prestar esclarecimentos

Câmara de Guarabira vai discutir situação de animais soltos nas ruas
Notícias
0 shares14 views
Notícias
0 shares14 views

Câmara de Guarabira vai discutir situação de animais soltos nas ruas

Jota Alves - abr 22, 2019

Júnior lembra que em Guarabira existe a ONG Opan, que cuida dos animais, que a partir de sua iniciativa foi tornada de utilidade pública

Governo aceita alterar quatro pontos da reforma da Previdência
Política
0 shares27 views
Política
0 shares27 views

Governo aceita alterar quatro pontos da reforma da Previdência

Jota Alves - abr 22, 2019

Na avaliação de assessores do ministro Paulo Guedes (Economia), os trechos oferecidos para a tesoura do Centrão não afetam a potência fiscal da reforma

Leave a Comment

Your email address will not be published.