Bispo da diocese de Guarabira repudia detenção de membros do Conselho de Direitos Humanos

setembro 22, 2012
315 Visualizações

Bispo diocesano de Guarabira

O bispo da diocese de Guarabira, Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena, emitiu nota em solidariedade a integrantes do Conselho Estadual de Direitos Humanos, detidos quando faziam uma vistoria no presídio PB1, em João Pessoa, no último dia 28 de agosto.

Veja a íntegra da nota:

NOTA DE SOLIDARIEDADE E REPÚDIO

“Deus vem ao encontro daquele que pratica a justiça” (cf. Is 64,4)

A Diocese de Guarabira-PB torna público a sua solidariedade aos membros do Conselho Estadual de Direitos Humanos – CEDH-PB, presentes na Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves de Abrantes, mais conhecida por PB1, em João Pessoa (PB), no dia 28 de agosto de 2012: Pe. João Bosco Francisco do Nascimento (presidente do CEDH-PB), Guiany Campos Coutinho (membro da Pastoral Carcerária), Socorro Praxedes (advogada da Fundação Margarida Maria Alves), a professora Maria de Nazaré T. Zenaide (Coordenadora do Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos da UFPB), Valdênia Paulino Lanfranchi (advogada e Ouvidora de Polícia da Paraíba) e Lídia Nóbrega (Defensora Pública da União); e seu veemente repúdio pela prisão arbitrária, sofrida pelos referidos membros do CEDH-PB, sendo liberados após três horas por intervenção do Ministério Público Estadual e da Ordem dos Advogados do Brasil, que no exercício de sua atribuição legal de “ter acesso a qualquer unidade ou instalação pública estadual para acompanhamento de diligência ou realização de vistorias, exames e inspeção”, previsto na Lei 5551/92, foram impedidos de concluir a averiguação de denúncias sobre irregularidades naquela unidade prisional – PB1.

Há tempo, que urgentes medidas de melhorias no PB1 devem ser tomadas com relação à promoção dos direitos básicos que possibilitem uma ressocialização dos apenados na sociedade e nada é feito. Essa situação exige uma solução urgente e eficaz.

Por isso, as autoridades competentes, no cumprimento das leis e não da própria vontade, tomem as medidas cabíveis de direito e dever. Assim, o quadro degradante do PB1 possa ser revertido, e mantido o princípio fundamental de que cada ser humano é pessoa.

Guarabira-PB, 18 de setembro de 2012.

 

Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena

Bispo Diocesano de Guarabira

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Alagoa Grande foi a cidade que mais choveu; confira o volume de chuvas e imagens do dia
Notícias
0 shares89 views
Notícias
0 shares89 views

Alagoa Grande foi a cidade que mais choveu; confira o volume de chuvas e imagens do dia

Jota Alves - jul 21, 2017

Por causa da estiagem prolongada, diversas cidades estão submetidas a severo racionamento e pelo menos seis municípios estão em colapso total

Contorno Rodoviário de Guarabira: saiba como será a programação de inauguração, neste sábado
Política
0 shares201 views
Política
0 shares201 views

Contorno Rodoviário de Guarabira: saiba como será a programação de inauguração, neste sábado

Jota Alves - jul 21, 2017

Aproximadamente 2.150 veículos devem passar diariamente pelo local

Ricardo voltar a ser lembrado para Presidência da República por senador do PSB
Política
0 shares46 views
Política
0 shares46 views

Ricardo voltar a ser lembrado para Presidência da República por senador do PSB

Jota Alves - jul 21, 2017

Além de Ricardo, Capeberibe citou os nomes de Lula, Ciro Gomes e próprio Requião como opções da oposição

Leave a Comment

Your email address will not be published.