Comitiva da ALPB visita trechos parados da Transposição do São Francisco

setembro 6, 2012
224 Visualizações

Comissão inspeciona obra

A comitiva da Assembleia Legislativa que inspeciona as obras de transposição do Rio São Francisco conheceu trechos que estão paralisados por desencontros entre as construtoras e o governo. “É com muita tristeza que vejo uma cena dessas, quando muita gente precisa de água no Cariri da Paraíba”, disse o deputado Assis Quintans.

Vários trechos da transposição estão paralisados. No trecho 3, situado no município de Salgueiro, em Pernambuco, parte da obra está concluída e o canal pronto para receber água (veja foto). Mas a Construtora Encalso se desentendeu com o Ministério da Integração Nacional e abandonou a obra.

O trecho 3 faz parte do Eixo Norte. Segundo o engenheiro Ednaldo Castro, do Ministério da Integração Nacional, agora será feita uma nova licitação para que a obra possa ser retomada.

Do município de São José de Piranhas, na Paraíba, até o município de Cabrobó, em Pernambuco, existem cinco trechos das obras de transposição paralisados. Estão funcionando, apenas, os trechos 1, 2, 8 e 14.

O trecho 14 está situado entre os municípios de São José de Piranhas, na Paraíba, e Mauriti, no Ceará. É onde estão sendo construídos os túneis Cuncas I e Cuncas II, na Serra do Braga.

O túnel Cuncas I tem 15 quilômetros de extensão e o Cuncas II terá uma extensão de 4 quilômetros e estão sendo escavados em rocha bruta. O Cuncas I, quando estava com pouco mais de três quilômetros de escavação, rocha à dentro, desabou.

O consórcio que faz a obra paralisou as atividades e pediu uma explicação ao projetista. Segundo o engenheiro de segurança Raul Zoperalo, o erro foi de projeto e o projetista terá que apontas uma solução ao consórcio de três empresas responsável pela obra.

A comitiva da Assembleia Legislativa esteve visitando um desses túneis. Segundo o engenheiro e presidente do Tribunal de Contas do Estado, Fernando Catão, obra faz jus a fama que tem a engenharia brasileira.

Os dois túneis ‘rasgam’ a Serra do Braga na divida entre os estados da Paraíba e Ceará. “Estamos perfurando uma média de 200 metros de rocha por mês e acreditamos que no final de 2013 estaremos entregando a obra”, diz o engenheiro Raul.

Texto e Fotos: José Euflavio – Especial para ALPB

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Corpo de Kelly será sepultado na tarde desta sexta, em Guarabira
Notícias
0 shares46 views
Notícias
0 shares46 views

Corpo de Kelly será sepultado na tarde desta sexta, em Guarabira

Jota Alves - ago 18, 2017

Segundo pessoas próximas, o corpo deve chegar às 14h em Guarabira e será velado na Central de Velórios Sono Eterno, na Praça da Juventude

Ator Silvero Pereira relembra sua infância: “Uma extrema pobreza”
Notícias
0 shares31 views
Notícias
0 shares31 views

Ator Silvero Pereira relembra sua infância: “Uma extrema pobreza”

Jota Alves - ago 18, 2017

O menino pobre de Mombaça, do sertão do Ceará, ganhou o Brasil com sua arte

Em sessão que debateu políticas públicas para juventude, Prefeitura de Guarabira recebe críticas
Política
0 shares49 views
Política
0 shares49 views

Em sessão que debateu políticas públicas para juventude, Prefeitura de Guarabira recebe críticas

Jota Alves - ago 17, 2017

Vereador líder da bancada do PSB, Renato Meireles cobrou da Prefeitura de Guarabira a criação de uma secretaria de juventude

Leave a Comment

Your email address will not be published.