João Azevêdo critica fala de Bolsonaro sobre coronavírus: ‘absurdo’

Algumas das principais autoridades da Paraíba criticaram o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite de terça-feira (24) que foram de encontro às principais recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) de prevenção ao novo coronavírus. O governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), considerou o pronunciamento como um deserviço e um absurdo.

“Um desserviço, a destruição de tudo que está duramente sendo construído para proteger a população. Em resumo, um absurdo”, afirmou o governador.

Ainda de acordo com João Azevêdo, por meio de seu perfil no Twitter, a Paraíba vai seguir adotando todas as medidas de proteção da população contidas no Plano de Contingenciamento elaborado pela Secretaria da Saúde.

“A Organização Mundial da Saúde recomendou a todos os países atingidos pela Covid-19 que adotem medidas de isolamento social como única forma de evitar um colapso do sistema de saúde e a morte de muitas pessoas. Vamos em frente, venceremos mais esta batalha”, afirmou no Twitter.

Além do governador da Paraíba, o secretário de Saúde do estado, Geraldo Medeiros, comentou que a declaração do presidente contraria tudo que o corpo técnico do próprio governo federal, que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, preconizam para o Brasil.

“Nesse enfrentamento ao coronavírus, a opinião é de que só conseguirá ter êxito a partir do momento em que a gente conseguir o isolamento social, ou seja, que as pessoas fiquem em casa e evitem contato com outras pessoas e aglomerações”, explicou.

Fonte: G1PB