Pastor com oito mandados de prisão é preso quando fugia da Paraíba para Salvador

Policiais da Delegacia de Defraudações de João Pessoa prenderam na madrugada desta segunda-feira (11), o pastor Paulo Henrique Silva Freitas e sua esposa Jeane Santos Nunes, acusados de estelionatos. O casal foi preso na cidade de Caruaru, em Pernambuco, por força de 8 mandados de prisão. Eles foram presos na semana passada na Capital paraibana quando aplicam golpes da casa própria em bairros nobres de João Pessoa.

De acordo com o delegado Gustavo Carllito, a prisão do casal ocorreu novamente após a polícia paraibana ser informada de que Paulo Henrique e Jeane Santos estavam sendo procurados em outros estados.

“Eles foram presos na última quarta (6), em João Pessoa, e liberados na quinta (7). Como o sistema estava fora do ar, não conseguimos ter informações sobre a ficha criminal deles. Na sexta (8), o Infoseg voltou a funcionar, daí constatamos que o casal estava sendo procurado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo”.

Ainda de acordo com o delegado, o setor de investigação da Polícia Civil começou a rastrear o casal e recebeu informação de que Paulo Henrique e Jeane Santos estavam em um ônibus que saiu de Campina Grande com destino a Salvador.

“De posse da informação, a gente montou uma operação e conseguimos interceptar o ônibus na cidade de Caruaru, em PE. Eles foram presos dentro do coletivo e não resistiram à prisão”, disse o policial civil.

Gustavo Carllito comentou que após serem soltos, os acusados de estelionato tentaram se esconder em várias cidades paraibanas. “Para despistar a polícia, o casal se escondeu em João Pessoa, Solânea e Campina Grande”.

O delegado informou que pelo menos 300 pessoas foram lesadas pelo trio, com a promessa de que pagando o valor referente ao cadastro na lista de espera, teriam a oportunidade de comprar uma casa no valor de R$ 50 mil, localizada em condomínios nos bairros do Bessa ou Altiplano.

Paulo Henrique e Jeane Santos estão presos na Central de Polícia em João Pessoa e serão apresentados à imprensa na manhã desta segunda-feira (11), durante entrevista coletiva.

Prisão

Na última quarta-feira (6), o casal foi preso em um escritório que supostamente funcionava como agência de turismo no Bairro dos Estados, onde o pastor estava acompanhado de um casal que também participava dos golpes. No local foram apreendidos documentos que podem comprovar a fraude.

Fonte: Portal Correio