Presídio do interior de SP é destino mais provável de Dirceu

novembro 13, 2012
197 Visualizações

Ex-ministro José Dirceu

Condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) a dez anos e dez meses de prisão, o ex-ministro José Dirceu tem como destino mais provável um presídio de segurança máxima no interior de São Paulo, Estado onde tem residência atualmente.

Dirceu deve cumprir o início de sua pena em regime fechado, como determina a legislação brasileira para casos de condenação superior a oito anos de prisão.

Segundo criminalistas, ele terá que passar ao menos um ano e nove meses na prisão antes de mudar de regime, passando para o semiaberto.

O ex-ministro pode ir para o Complexo Penitenciário de Tremembé (147 km de São Paulo) ou para o Centro de Ressocialização de Limeira (151 km da capital paulista).

Por abrigar condenados de crimes de grande repercussão, o complexo de Tremembé é conhecido como “Presídio de Caras”, referência à revista de celebridades “Caras”.

Para lá foram encaminhados presos como o jornalista Pimenta Neves, condenado pelo assassinato da ex-namorada Sandra Gomide, e Elize Matsunaga, acusada de matar e esquartejar o marido.

A Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo –a quem cabe a definição inicial, caso a execução penal ocorra no Estado– não informou oficialmente onde Dirceu poderá cumprir sua pena. A defesa de Dirceu não comentou o assunto.

Segundo Thiago Bottino, da FGV Direito-Rio, o STF pode também determinar que a execução fique a cargo de um juiz de Brasília, onde aconteceram os crimes pelos quais Dirceu foi condenado.

Após a definição, Dirceu poderia ainda recorrer à Justiça para alterar o local de cumprimento da pena.

O ex-ministro foi condenado pelo STF por dois crimes: formação de quadrilha, com pena de dois anos e onze meses de prisão, e corrupção ativa, em que recebeu sete anos e onze meses de cadeia.

Com a condenação, Dirceu –que já estava inelegível desde a cassação de seu mandato na Câmara dos Deputados em 2005– deve permanecer nessa situação até 2031, quando terá 85 anos, caso acórdão do STF seja publicado já no início do ano que vem e a pena, que nessa condição iria até 2023. não for reduzida durante seu cumprimento.

Isso porque a Lei da Ficha Limpa determina que os condenados por órgão colegiado fiquem impedidos de se candidatar nas eleições que acontecerem nos oito anos seguintes ao término da pena.

Já o ex-presidente do PT José Genoino, 66, deve ficar inelegível até 2027, quando terá 81 anos –isso se não houver redução da pena e se o acórdão for publicado em 2012. Como a pena é de seis anos e onze meses, ele poderá cumpri-la em regime semiaberto.

Fonte: Folha de S. Paulo

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Corpo de Kelly será sepultado na tarde desta sexta, em Guarabira
Notícias
0 shares46 views
Notícias
0 shares46 views

Corpo de Kelly será sepultado na tarde desta sexta, em Guarabira

Jota Alves - ago 18, 2017

Segundo pessoas próximas, o corpo deve chegar às 14h em Guarabira e será velado na Central de Velórios Sono Eterno, na Praça da Juventude

Ator Silvero Pereira relembra sua infância: “Uma extrema pobreza”
Notícias
0 shares31 views
Notícias
0 shares31 views

Ator Silvero Pereira relembra sua infância: “Uma extrema pobreza”

Jota Alves - ago 18, 2017

O menino pobre de Mombaça, do sertão do Ceará, ganhou o Brasil com sua arte

Em sessão que debateu políticas públicas para juventude, Prefeitura de Guarabira recebe críticas
Política
0 shares49 views
Política
0 shares49 views

Em sessão que debateu políticas públicas para juventude, Prefeitura de Guarabira recebe críticas

Jota Alves - ago 17, 2017

Vereador líder da bancada do PSB, Renato Meireles cobrou da Prefeitura de Guarabira a criação de uma secretaria de juventude

Leave a Comment

Your email address will not be published.