PSB define comissão provisória e Ricardo fica no comando da legenda na Paraíba

A executiva nacional do PSB definiu, nesta segunda-feira (9), a comissão provisória que comandará o partido na Paraíba de forma interina. A decisão foi tomada durante reunião que contou com a presença do ex-governador Ricardo Coutinho, mas teve a ausência do governador João Azevêdo. Ricardo Coutinho assume a presidência do colegiado escolhido.

Apesar da ausência de João, ele ficou com a vice-presidência da legenda; o senador Veneziano Vital do Rêgo é o secretário-geral; a prefeita de Conde, Márcia Lucena, é a primeira secretária; o secretário executivo de Planejamento do Governo da Paraíba, Fábio Maia, é o secretário de Finanças; a Secretária Estadual de Mulheres do PSB na Paraíba, Valquíria Alencar de Sousa, é a secretária especial, assim como Edvaldo Rosas, que era o presidente da legenda.

A comissão provisória terá prazo de 120 dias até a realização de eleições para a escolha do diretório definitivo.

O nome de Ricardo como presidente já havia sido antecipado pelo jornalista Gutemberg Cardoso no programa Arapuan Verdade, da Rede Arapuan, nesta segunda. Gutemberg conversou com o ex-governador, que revelou que iria ficar no comando da legenda.

De acordo com o jornalista Gutemberg, Ricardo comentou que o partido precisa ser melhor revitalizado. O ex-governador lamentou ainda que o PSB tem perdido quadros importantes no estado.

O diretório estadual do PSB foi dissolvido no mês passado depois da renúncia de 51% dos diretores executivos. A dissolução provocou impasse no partido e estampou um possível estremecimento entre João e Ricardo, até então aliados de primeira ordem.

“O diretório estadual foi dissolvido não por iniciativa da Executiva Nacional, mas por decisão de 51% dos diretorianos da Paraíba”, explica Siqueira.