Sobre Judas, desconfiança, traição e janela na política de Guarabira

vereadores Marcos de Enoque e Leonardo Macena já se estranharam algumas vezes na Câmara

 

Com a aproximação da janela partidária, que começa na próxima quinta-feira (5), na Câmara de Guarabira as bancadas estão em pé-de-guerra e especialmente entre os grupos do prefeito em exercício Marcus Diogo e Paulino, o clima é de total desconfiança e de pulga atrás da orelha.

Essa semana promete novos capítulos envolvendo parlamentares das bancadas que semana passada se engalfinharam da tribuna e via mídia.

O suplente Leonardo Macena, que está com os dias contados para se levantar da cadeira, com o retorno de Lula das Molas, usou a tribuna na última sessão e chamou seu colega Marcos de Enoque de Judas, vociferando a célebre frase da traição de Judas: “você que está no meu de nós, o que tiver de fazer, faça logo”.

Marcos tem o bairro do Cordeiro como base eleitoral, assim como Léo. E o filho do velho Enoque anunciou que no próximo dia 10 vai rasgar o verbo, anunciar sua posição política e apontar “o dedo na cara” dos que estão minando sua base e tentando desestabilizar suas pretensões de reeleição.

No outro front, o rodado vereador Zé Ismai, que vai sair do PHS para o MDB, botou o guizo no gato e cobrou uma posição do seu colega de bancada, Wilson Filho, que está em “namoro” com a “muda”, que o corteja para ocupar uma vaga de vice na chapa-branca.

Por sua vez, Wilson não se fez de rogado, confirmou que as conversas estão avançadas, não assegurou permanência na bancada de Paulino e ainda soltou uma frase manjada de quem está com um pé noutro território: “o futuro a Deus pertence”.

A janela também nos reserva um capítulo à parte. O Cidadania, que recebeu a filiação do governador João Azevêdo, em Guarabira tem a segunda vereadora mais votada, Neide de Teotônio e os suplentes Leonardo Macena e Luciano do Bolo. Nos bastidores, o vereador Renato Meireles já disse que irá para o partido do governador e fontes indicam que Neide quer o comando do partido na cidade, sob o argumento de que tem mandato e com o compromisso de filiar mais gente de mandato na legenda.

Conjecturas

Já está quase certa a filiação do presidente da Câmara de Guarabira, Marcelo Bandeira, no PDT, presidido por sua esposa, Mônica Bandeira. Também já anunciou filiação à legenda o vereador Michel do Empenho, que largou a bancada de Paulino e reforça o grupo que apoia a pré-candidatura de Teotônio a prefeito de Guarabira.

Já o PSDB deve perder alguns vereadores, pois ficou muito grande para manter seus quadros, sob pena de alguns fortes candidatos remarem e morrerem na maré. Hoje os tucanos são Renato Toscano, Tiago do Mutirão, Raimundo Macedo (que retorna no começo de abril), Marcos de Enoque, Júnior Ferreira (que retorna no começo de abril) e Elias Filho. Se saírem todos candidatos por um único partido é suicídio político coletivo.

No caso de Marcos de Enoque, a preço de hoje, é praticamente certo o seu rompimento com Marcos Diogo e adesão ao grupo de Teotônio.

O MDB deve contar com três vereadores, sendo eles Michelle Paulino, Saulo Fernandes (de Biu) e Zé Ismai. Wilson, que hoje é da bancada paulinista, já há quem diga que são favas contadas a ida para o bloco governista, a fim de repor o desfalque de Enoque.

 

Jota Alves é radialista com passagens pelas rádios Constelação FM e Rural AM de Guarabira, Tabajara de João Pessoa e jornais Folha do Brejo e Jornal da Paraíba. Atualmente é editor e articulista político do Portal 25 Horas.
E-mail: jota25horas@gmail.com