Tragédia em família: trigêmeos morrem afogados em rio ao tentar salvar irmã

Os corpos de dois dos trigêmeos que morreram afogados no Rio Paraná, em Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul, foram sepultados em Alto Piquiri, no noroeste do Paraná, nesta segunda-feira (2). A terceira adolescente ainda não foi encontrada pelos bombeiros.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os trigêmeos, que tinham 13 anos, um homem, de 47 anos, e o filho dele, um garoto de 14 anos, passeavam por uma das prainhas do Rio Paraná no sábado (30) quando uma das jovens se afastou do grupo.

A garota afundou em um trecho do rio e, na tentativa de resgatá-la, os outros dois irmãos foram puxados pela correnteza e acabaram se afogando também.

As outras duas pessoas que estavam junto tentaram ajudar os trigêmeos, mas também foram puxadas pelo rio e afundaram. O garoto de 14 anos foi resgatado por pessoas que passeavam em uma embarcação, mas o pai dele morreu afogado.

O corpo de Marcos Roberto de Campos, de 47 anos, morador de Guaíra, foi sepultado no cemitério municipal de Guaíra às 9h desta segunda-feira.

Os trigêmeos, duas meninas e um menino, moravam em Alto Piquiri com a família. Os dois corpos localizados pelos bombeiros foram velados no Centro de Convivência dos Idosos e sepultados no cemitério municipal.

Em homenagem às vítimas, o colégio estadual Manoel Bandeira, onde os irmãos estudavam, suspendeu as aulas nesta segunda-feira, e o prefeito decretou luto oficial de três dias.

Do G1